Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/1017
Tipo do documento: Dissertação
Título: Da[má]ternagem e suas pulsões: a crueldade na função materna sob o olhar psicanalítico.
Autor: Melo, Guaíra Moreira Camilo de 
Primeiro orientador: Donard, Veronique
Primeiro membro da banca: Fernandez, Elaine Magalhães Costa
Segundo membro da banca: Cunha, Marisa Amorim Sampaio
Resumo: Esta pesquisa surgiu do interesse por compreender os casos, cada vez mais propagados em veículos midiáticos, de infantes mortos ou severamente violentados por pessoas a quem comumente são atribuídas expressões de amor e cuidados como mães, madrastas e avós. Tais acontecimentos fomentam indagações a respeito desse sintoma social, sobretudo acerca do histórico psicoafetivo dessas mulheres perpetradoras de crueldade que chocam, por irem de encontro à suposta tendência inata ao amor materno que se pressupõe ao feminino. A partir das contribuições teóricas de Sigmund Freud, Sándor Ferenczi, Elizabeth Badinter e Françoise Couchard, refletimos acerca de quais desdobramentos esses casos podem trazer à clínica psicanalítica e à criminologia, na atualidade. No intuito de investigar as manifestações de crueldade perpetradas pelas mulheres contra crianças sob seus cuidados, nos propomos a pensar o que leva, do ponto de vista da teoria psicanalítica, uma mulher a adquirir responsabilidade sob uma criança para cometer atos cruéis; assim como compreender de que modo a função materna se expressa nessas mulheres e analisar o que da história do desenvolvimento psicoafetivo dessas mulheres pode estar se repetindo diante da possível identificação a um agressor prévio. Para tanto, elegemos a pesquisa documental para estudar os dados processuais de dois casos de mulheres acusadas de torturarem crianças as quais tomaram sob seus cuidados. Foram identificados nesses processos aspectos que apontaram para a criação de um histórico psicoafetivo dessas mulheres, diante dos quais foi possível conjecturar que os vínculos familiares rompidos e adoecidos, que provavelmente contribuiram para os abusos sofridos pelas mulheres, durante sua infância, possivelmente propiciaram uma identificação das mesmas com seus agressores e a consequente repetição dos seus atos, que, estabelecidos numa relação de apoderamento, possibilitaram para elas a vivência ativa dessa pulsão de crueldade.
Abstract: This research emerged from the interest in understanding the cases, increasingly propagated in media vehicles, of infants killed or severely abused by people to whom are commonly atributed expressions of love and care as mothers, stepmothers and grandmothers. Such events foster inquiries about this social symptom, especially about the psycho-affective history of these females perpetrators of cruelty, because they are against the supposed innate tendency toward maternal love that is presupposed to the feminine. From the theoretical contributions of Sigmund Freud, Sándor Ferenczi, Elizabeth Badinter and Françoise Couchard, we reflect on what developments these cases can bring to psychoanalytic clinic and criminology today. In order to investigate the manifestations of cruelty perpetrated by women against children under their care, we propose to think what leads, from the point of view of psychoanalytic theory, a woman to take responsibility under a child to commit cruel acts; to understand how the maternal function is expressed in these women and to analyze what in the history of the psycho-affective development of these women may be repeating itself towards the possible identification to a previous aggressor. To do so, we chose documentary research to study the trial data of two cases of women accused of torturing children they took under their care. It was identified in these processes aspects that pointed to the creation of a psychoaffective history of these women, where it was possible to conjecture that the broken and ill family bond that probably contributed to the abuses suffered by the women during their childhood possibly provided an identification of them with their aggressors and the consequent repetition of their acts, which, established in a relationship of domination, enabled them to live an active life of this cruelty drive.
Palavras-chave: Dissertações
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA#
#3411867255817377423#
#600
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Católica de Pernambuco
Sigla da instituição: UNICAP
Departamento: Departamento de Pós-Graduação#
#-8854052368273140835#
#500
Programa: Mestrado em Psicologia Clínica#
#2996970088605564627#
#500
Citação: MELO, Guaira Moreira Camilo de. Da[má]ternagem e suas pulsões : a crueldade na função materna sob o olhar psicanalítico. 2017. 99 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Católica de Pernambuco. Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica. Doutorado em Psicologia Clínica, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/1017
Data de defesa: 26-Sep-2017
Appears in Collections:Psicologia Clinica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
guaira_moreira_camilo_melo.pdfDissertação na íntegra1,3 MBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons