Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/1085
Tipo do documento: Tese
Título: Minha identidade é meu costume: religião e pertencimento entre os indígenas Jiripankó - Alagoas.
Autor: Peixoto, José Adelson Lopes 
Primeiro orientador: Campos, Zuleica Dantas Pereira
Primeiro coorientador: Souza, Vânia Rocha Fialho de Paiva e
Primeiro membro da banca: Cabral, Newton Darwin de Andrade
Segundo membro da banca: Silva, Drance Elias da
Terceiro membro da banca: Melo, Erisvelton Sávio Silva de
Quarto membro da banca: Amorim, Siloé Soares de
Resumo: Os indígenas da etnia Jiripankó, habitantes do alto sertão alagoano, no município de Pariconha, formam um grupo étnico que vive em profunda interação social com as populações no seu entorno, com as quais realizam trocas culturais. Seus membros, depois de longo período de anonimato e perseguições, se identificam e são identificados pelos seus semelhantes como culturalmente diferentes dos demais moradores daquela região geográfica. Enquanto grupo étnico vem se afirmando através das interações culturais dentro das quais compartilham conhecimentos, crenças, hábitos, valores, atitudes, códigos morais e éticos indispensáveis à criação de sua organização social. Esse grupo que se formou a partir de um processo de diáspora do povo Pankararu, do Sertão de Pernambuco, por volta do século XIX e, em Alagoas vem desenvolvendo uma religião herdada dos seus antepassados ressignificada conforme as condições impostas ao longo do tempo no território que habitam, o que lhes confere uma identidade singular. O objetivo da pesquisa é investigar as práticas religiosas como elementos que definem a sua identidade e criam o sentimento de pertença étnica. Teoricamente, amparamos a análise em três tipos de fontes bibliográficas, sendo a primeira referente aos estudos de Maurício Arruti (1996, 2004 e 2006), Rosymeri Ribeiro (1992), Maximiliano Cunha (1999), Priscila da Matta (2005), Andreia Gilberti (2013) e Cláudia Mura (2013), sobre o tronco Pankararu; a segunda análise se deu nos trabalhos de Fátima Brito (1992), Gilberto Ferreira (2009) Ivan Farias (2011), Ânderson Silva (2013 e 2014), Cicero Pereira dos Santos (2015) Ana Cláudia Silva (2015), Adelson Peixoto e Lucas Gueiros (2016) sobre a formação da aldeia, o reconhecimento o povo Jiripankó e o pagamento de promessas que norteia sua religião; a terceira análise, sobre as redes de relações e de trocas entre os grupos oriundos do mesmo tronco, se deu nas obras de Alexandre Herbetta (2006 e 2015), Juliana Barreto (2007, 2008 e 2010) e Siloé Amorim (2010. A pesquisa bibliográfica foi o passo inicial e necessário para historicizar sobre o processo de criação da aldeia e de reconhecimento étnico daquele povo. Paralelo a isso, desencadeou-se a pesquisa de campo, de caráter qualitativo, explicativo e etnográfico, com realização de trabalho de campo, a partir de entrevistas semiestruturadas com os principais líderes e personagens religiosos da aldeia, além de acompanhar alguns rituais de pagamento de promessas e festas religiosas na comunidade, onde além de entrevistas, foram produzidos filmes etnográficos e fotografias. As observações de campo aliadas à pesquisa bibliográfica e às análises das entrevistas revelam uma aldeia onde os seus componentes externam, na vivência cotidiana, as expressões ritualísticas (promessas, obrigações, penitências e interdições) que caracterizam seu universo religioso e o relaciona com o sentimento de pertencimento étnico Atualmente, esse grupo se afirma em torno de uma religião composta por elementos tradicionais em profunda harmonia com novas práticas e isso, ao passo que ela os aproxima, os separa de Pankararu. É esse sentimento que define o Jiripankó, pois continua rama daquele tronco, mas não é dependente dele para existir.
Abstract: The ethinic Jiripankó natives, who live in the high Alagoano backwoods at the district of Pariconha form an ethinic group who live in a deep social interaction with the population around with them doing cultural exchanges. Their members, after a long anonymity and persecution period identify themselves and are identificated for their similarities as cultural diferent from the other residents from that geographic region. While as an ethnic group comes affirming themselves through their cultural interations. In which share knowledge, beliefs, habits, values, atitudes, moral codes and ethical necessary to it’s social organization. This group was formed from a diaspora process of the Pankararu people in the backwoods of Pernambuco around XIX century, in Alagoas comes developing an inherited religion from their ancestors remeaning according the imposed conditions over time in the territory where they live in, what gives them a singular identity. The goal of the search is to investigates the religion practices from the Jiripankó people as elements which define it’s identity and create a belong ethinic feeling. Theoretically we protect the analyze in three kinds of bibliographical sources, being the first one referenced to the study of Maurício Arruti (1996,2004 and 2006), Rosymeri Ribeiro (1992), Maximiliano Cunha (1999), Priscila da Matta (2005), Andreia Gilberti (2013) and Cláudia Mura (2013), about the pankararu’s trunk, the second analyze happened on the Fátima’s Brito Works (1992), Gilberto Ferreira (2009), Ivan Farias (2011), Anderson Silva ( 2013 to 2014), Cícero Pereira dos Santos (2015), Ana Cláudia Silva (2015), Adelson Peixoto and Lucas Gueiros (2016) about the vilagge formation, the recognition of the Jiripankó people and the payment of promises that are around it’s religion, the third analyze about the nets of relations and exchanges between the groups that came from the same trunk happened in the Works from Alexandre Herbetta (2006 and 2015), Juliana Barreto (2007,2008 and 2010) and Siloé Amorim (2010). The bibliographic research was the first step and needed to historicize about the process of creation of the vilagge and the ethinic recognition of those people. Parallel to this initiated the field research of qualitative explanatory and ethnographic character, with the achievement of fieldwork, starting with semistructured interviews with the main leaders and religious characters from the village besides accompanying some payment of promises rituals and religious parties in the community, where beyond interviews were produced ethinographics movies and photos. The field observations together with the bibliographic research analyses of the interviews develop a village where it’s inhabitants say their daily experience, the ritualistic expressions (promises, obligations, penances and interdictions) that characterize it’s religious unirvese and relates it with the feeling of ethinic belonging. Currently this group started around of a religion composed by traditional items in a deep harmony with new practices and this wheareas they bring them closer separate them of feeling that defines the Jiripankó, because it continues a branch of that trunk ritual, but is not dependent on it to exist.
Palavras-chave: Índios Jiripankó - Alagoas - Religião
Etnicismo
Identidade social
Teses
Jiripankó Indians - Alagoas - Religion
Ethnicity
Social identity
Theses
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::TEOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Católica de Pernambuco
Sigla da instituição: UNICAP
Departamento: Departamento de Pós-Graduação
Programa: Doutorado em Ciências da Religião
Citação: PEIXOTO, José Adelson Lopes. Minha identidade é meu costume: religião e pertencimento entre os indígenas Jiripankó - Alagoas. 2018. 204 f. Tese (Doutorado) - Universidade Católica de Pernambuco. Programa de Pós-graduação em Ciências da Religião. Doutorado em Ciências da Religião, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/1085
Data de defesa: 6-Jul-2018
Appears in Collections:Ciencias da Religiao

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
jose_adelson_lopes_peixoto.pdfTese na íntegra2,54 MBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons