Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/1103
Tipo do documento: Tese
Título: Relacionamento intergeracional entre idosos e adultos jovens da mesma família: caracterização e repercussões.
Autor: Silva, Cirlene Francisca Sales da 
Primeiro orientador: Dias, Cristina Maria de Souza Brito
Primeiro membro da banca: Barreto, Carmem Lúcia Tavares
Segundo membro da banca: Amazonas, Maria Cristina Lopes de Almeida
Terceiro membro da banca: Costa, Maria Lúcia Gurgel da
Quarto membro da banca: Rabinovich, Elaine Pedreira
Resumo: A presente Tese tem como objetivo geral, ou seja, grande tema, compreender os modos como acontecem as relações entre idosos(as) e adultos jovens da mesma família, a partir de suas próprias perspectivas. E, como objetivos específicos, para facilitar o entendimento da complexidade: 1) Descrever as características da relação entre idosos(as) e adultos jovens; 2) Analisar como percebem a influência entre eles; 3) Descrever os fatores positivos e/ou negativos presentes na relação; 4) Indicar, a partir da percepção dos participantes, o que pode ser realizado para facilitar a relação. Esses objetivos perpassaram toda a tese como linha condutora para esclarecimento do problema. Desse modo, a Tese foi organizada em três artigos/estudos, que foram orientados com temas e instrumentos que intentaram possibilitar o entendimento mais profundo de como se dão as relações entre idosos e adultos jovens da mesma família, apresentados da seguinte forma: no primeiro artigo, através de uma Revisão Sistemática da literatura (2008-2018), objetivou-se compreender o estado da arte do tema, mais especificamente as interlocuções sobre o problema; no segundo, entender a partir do olhar de doze díades compostas por avós-netos(as), tios(as)-sobrinhos(as), mães-filhos(as), como eles percebem a relação entre essas duas gerações; e no terceiro, por meio do relato de um Grupo Focal, composto pelos mesmos participantes das díades em interação, buscou-se a compreensão da relação entre idosos e adultos jovens. O referencial teórico empregado para a compreensão do fenômeno foi o Pensamento Sistêmico. Utilizou-se para analisar os estudos, o método qualitativo, de coorte transversal e com uma amostra por conveniência. Os instrumentos para a coleta de dados constaram de um questionário sociodemográfico e um roteiro de entrevista semiestruturado, que foram respondidos individualmente em momentos e locais diferentes, pelas díades compostas por 12 idosos(as) e 12 adultos jovens; além do grupo focal, em que só participaram sete idosos(as) e cinco adultos jovens, que foi realizado em uma única sessão. Os resultados foram avaliados através da Técnica de Análise de Conteúdo Temática, composta pela pré-análise, exploração do material, tratamento dos resultados obtidos e interpretação. As principais conclusões foram: 1) houve a percepção de distanciamento entre as gerações, o que corrobora com a literatura, embora exista um membro de cada grupo, com o qual se tem mais proximidade; 2) entre os que vivenciam uma relação mais próxima, existe uma influência mútua; 3) bem como fatores positivos e negativos na relação, como exemplo de positivos: a atenção, cuidado, carinho, aprendizado, confiança, entre outros; e negativos: a falta de tempo do jovem, o uso da tecnologia, a distância geográfica, religião, questões familiares (tensões e conflitos), entre outros; 4) as estratégias citadas pelos participantes para facilitar a relação foram: conviver mais tempo, o jovem dedicar mais tempo à relação, procurar se compreender e respeitar as diferenças, dentre outros. Destacou-se ainda, que há uma carência de estudos sobre o relacionamento entre idosos e adultos jovens da mesma família, sobretudo, de tios(as)-sobrinhos(as); outro achado interessante foi a maior parte dos participantes terem preferido os parentes de vinculação paterna (avós, tios(as); a escolha por afinidade/afetiva, referida por duas díades, sobressaindo-se ao laço sanguíneo; e uma maior proximidade entre avós-netos(as), ao invés de mães-filhos(as) ou tios(as)-sobrinhos(as). Concluí-se, a partir dos resultados elencados, que para minimizar o distanciamento entre as gerações, ou seja, “aproximar os que estão mais distantes”, faz-se necessário, como medida mais imediata, a implantação de Programas e encontros intergeracionais, que contribuam para promover a aproximação entre as gerações. Por outro lado, é premente ensinar às pessoas, desde a infância, a respeitar, acolher, compreender, cuidar e amar a pessoa idosa, dada a vulnerabilidade na velhice. Sendo ideal esses ensinamentos transporem os muros domésticos e fazerem parte do currículo escolar, no afã de desconstruir o estigma social que coloca a pessoa idosa no lugar de descartavel e peso social em algumas sociedades. Por fim, espera-se dar visibilidade social e científica à importância do relacionamento entre essas gerações, fornecer subsídios teóricos e práticos aos profissionais que trabalham com esse público, incitando ao aprofundamento de pesquisas acerca das questões levantadas, no afã de contribuir para a solidariedade intergeracional.
Abstract: The main objective of this present thesis was to understand in which ways relationships between the elders and young adults of the same family happen, from their own perspectives. And, as specific objectives, facilitate the understanding of the complexity: 1) Describe the characteristics of the relationship between the elders and young adults; 2) Analyze how they perceive the influence between them; 3) Describe the positive and/or negative factors present in the relationship; 4) Indicate, from the participants' perception, what can be done to facilitate the relationship. These objectives permeated the whole thesis as a guiding line to clarify the problem. Thus, the thesis was organized in three articles/studies, which were oriented by themes and instruments that tried to enable a deeper understanding of how the relationships between elders and young adults of the same family occur, as follows: the first article, through a Systematic Review of the literature (2008-2018), aimed to understand the state of the art of the theme, more specifically the dialogues about the problem; the second, to understand from the view of twelve dyads composed by grandmothers-grandchildren, aunts-nephews, mothers-children, how they perceive the relationship between the two generations; and in the third, through the report of a Focal Group, composed of the same participants of the dyads in interaction, we sought to understand the relationship between the elders and young adults. The theoretical reference used to understand the phenomenon was the Systemic Thinking. It was used to analyze the studies, the qualitative method, cross-sectional cohort and with a sample for convenience. The instruments for data collection consisted of a sociodemographic questionnaire and a semi-structured interview script, which were answered individually at different times and places by the dyads composed of 12 elders and 12 young adults; in addition to the focus group, in which only seven elders and five young adults participated, which was performed in a single session. The results were evaluated through the Thematic Content Analysis Technique, composed by the pre-analysis, material exploration, treatment of the obtained results and interpretation. The main conclusions were: 1) there was a perception of distancing between the generations, which corroborates with the literature, although there is one member of each group, with whom one has more proximity; 2) among those who experience a closer relationship, there is a mutual influence; 3) as well as positive and negative factors in the relationship, as an example of positives: attention, care, affection, learning, trust, among others; and negatives: the lack of time of the younger, the use of technology, geographical distance, religion, family issues (tensions and conflicts), among others; 4) the strategies cited by the participants to facilitate the relationship were: to have a closer living experience, the young person could dedicate more time to the relationship, seek to understand and respect differences, among others. It was also pointed out that there is a lack of studies on the relationship between the elders and young adults of the same family, especially of aunts and uncles; another interesting finding was that most of the participants preferred paternal relatives (grandparents, uncles, aunts), the affinity/affective choice, referred to by two dyads, standing out to the blood tie, and a greater proximity between grandparent-grandchildren, as opposed to mothers-children or uncles/aunts-nephews. It was concluded from the results listed that, in order to minimize distancing between the enerations, that is, to "bring closer those farthest away", it is necessary, as a more immediate measure, the implementation of Programs and intergenerational encounters, which contribute to promoting rapprochement between generations. On the other hand, it is an imperative to teach people, from childhood on, to respect, welcome, understand, care for and love the elders, given their vulnerability in old age. Ideally, these teachings should transpose the domestic walls and be part of the school curriculum, in an effort to deconstruct the social stigma that places the older person in the place of disposable and social weight in some societies. Finally, it is hoped to give social and scientific visibility to the importance of the relationship between these generations, to provide theoretical and practical support to professionals working with this public, encouraging further research on the issues raised, in an effort to contribute to intergenerational solidarity.
Palavras-chave: Psicologia clínica
Idosos - Relações com a família
Idosos - Aspectos psicológicos
Teses
Thesis
Clinical psychology
Elderly - Relations with the family
Elderly - Psychological Aspects
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Católica de Pernambuco
Sigla da instituição: UNICAP
Departamento: Departamento de Pós-Graduação
Programa: Doutorado em Psicologia Clínica
Citação: SILVA, Cirlene Francisca Sales da. Relacionamento intergeracional entre idosos e adultos jovens da mesma família : caracterização e repercussões . 2019. 191 f. Tese (Doutorado) - Universidade Católica de Pernambuco. Pró-reitoria Acadêmica. Coordenação Geral de Pós-graduação. Doutorado em Psicologia Clínica, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/1103
Data de defesa: 5-Feb-2019
Appears in Collections:Psicologia Clinica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
cirlene_francisca_sales_silva.pdfTese na íntegra1,41 MBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons