Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/1113
Tipo do documento: Dissertação
Título: Terça Negra no Recife: narrativas sobre dança, música, espiritualidade e sagrado.
Autor: Prazeres, Maria Lúcia Gomes dos 
Primeiro orientador: Aragão, Gilbraz de Souza
Primeiro coorientador: Cabral, Newton Darwin de Andrade
Primeiro membro da banca: Silva, Drance Helias da
Segundo membro da banca: Santana, Moises Melo de
Resumo: O Projeto Terça Negra é um dos maiores eventos político-culturais realizado pelo Movimento Negro Unificado de Pernambuco – MNU, declarado como principal estratégia de enfrentamento ao racismo e a todas as formas de discriminação. O projeto de pesquisa foi criado com o propósito de, “Analisar nas narrativas de lideranças femininas do Afoxé Alafin Oyó, Bloco Afro Raízes de Quilombo e do Maracatu Leão Coroado, a relação que estabelecem entre dança, música, vivência com a espiritualidade e o sagrado. Como objetivos específicos: 1) Levantar o histórico de surgimento do Projeto Terça Negra a partir de narrativas e vivências resguardadas na memória dos fundadores, integrantes de grupos culturais, militantes do movimento negro e frequentadores; 2) Observar formas de repasse de elementos da visão de mundo africano, na perspectiva do reconhecimento da identidade negra e do convívio comunitário em território de memória racial; 3) Transcrever o discurso implícito e subjacente às apresentações em dança e música dos três grupos foco desse trabalho; 4) Analisar, nas narrativas de lideranças femininas, a possível relação estabelecida entre dança, música, vivência com a espiritualidade e o sagrado. A história oral foi utilizada como princípio metodológico e a história de vida como gênero adotado para captação de informações e fundamentação das narrativas, Meihy (2011). Definiu-se quatro referências teóricas básicas, que semelhante a uma teia, abordam valores civilizatórios afro-brasileiro, que se entrecruzam de forma circular e constante, dando sentido a matriz cultual implícita nos objetivos específicos: Sodré (2002) trata a territorialidade a partir do corpo, onde a dança e a música são vistas como centro de comunicação e de afirmação de uma identidade negra, princípio que materializa os valores civilizatórios da corporeidade em diálogo com a musicalidade e a dança, na construção de uma imagem que permite, tanto a percepção de si no outro, como a do outro nos movimentos realizados; Luz (2013) trata das tradições africanas no Brasil, valores e linguagens, considerando que cada individuo configura-se como um lugar, um território, ao mesmo tempo singular e social, sempre investido do desejo ancestral de continuidade da espécie, principio que materializa os valores civilizatórios da oralidade em diálogo com a memória, que favorecem a transcrição do discurso implícito e subjacente às apresentações em dança e música; Augras (2008), fundamenta o sagrado vivido no cotidiano das Yabás através da herança religiosa africana, que proclama a existência da divindade no homem e ao mesmo tempo fora dele e é fortalecido pelos valores da religiosidade em diálogo com a energia vital; Berkenbrock (2012) apresenta a forma como o povo Yorubá compreende a composição do universo, AIYE E ORUM forças que possibilitam a existência, tanto no mundo material, quanto no mundo transcendente, sobrenatural, ilimitado, que resguardam os três princípios fundastes IWÁ – que faz brotar a existência veiculada a atmosfera e a respiração, AXÉ – que possibilita o desabrochar da dinâmica de realização, ABÁ – força que acompanha o AXÉ, dando objetividade a direção a ser seguida e que é representada pelo valor civilizatório da territorialidade em diálogo com a circularidade, atuando como elemento de ligação entre os distintos conhecimentos e vivenciados de forma conjunta. A partir dessa base orientadora, analisamos as narrativas dos/as entrevistados/as e concluímos que: a) a motivação dos entrevistados em se integrarem ao projeto Terça Negra está relacionada à descoberta e apropriação de sua identidade negra e de seu engajamento na militância das políticas raciais; b) as mudanças e ganhos sociais, políticas, culturais e religiosos, mobilizados a partir da Terça Negra estão associadas à compreensão da visão de mundo africana, materializada na configuração simbólica de uma teia, que interconecta atividades vivenciadas entre pessoas e grupos que integraram o projeto.
Abstract: The Terça Negra Project is one of the largest political-cultural events held by the Unified Negro Movement of Pernambuco - MNU, declared as the main strategy to combat racism and all forms of discrimination. The research project was created with the purpose of analyzing in the narratives of female leaders of Afoxé Alafin Oyó, Bloco Afro Raízes de Quilombo and Maracatu Leão Coroado, the relationship they establish between dance, music and living with spirituality and sacred. As specific objectives: 1) To raise the history of the Black Tuesday Project, starting from the memory of the founders, members of cultural groups, militants of the black movement and goers; 2) To observe ways of transferring elements of the African world view, with a view to the recognition of black identity and coexistence in the middle of racial memory; 3) Transcribe implicit speech and underlying dance and music presentations of the three groups. 4) To analyze, in the practices of female leaderships, a relationship between dance and music in living with spirituality and the sacred. The oral history was used as a methodological principle and the history of life as a genre adopted to capture information and narrative grounds, Meihy (2011). It was defined by four basic theoretical references, that similar to a web, approach Afro-Brazilian civilizational values, that intersect in a circular and constant way, giving meaning to the cultural matrix implied in the specific objectives: Sodré (2002) treats the territoriality from the where dance and music are seen as the center of communication and affirmation of a black identity, a principle that materializes the civilizing values of corporeity in dialogue with musicality and dance, in the construction of an image that allows both perception of itself in the other, as of the other in the movements made; Luz (2013) deals with African traditions in Brazil, values and languages, considering that each individual configures itself as a place, a territory, at once singular and social, always invested with the ancestral desire for continuity of the species, a principle that materializes the civilizational values of orality in dialogue with memory, which favor the transcription of the implicit discourse and underlying the presentations in dance and music; Augras (2008), bases the sacredness lived in the daily life of the Yabás through the African religious heritage, which proclaims the existence of the divinity in man and at the same time outside it and is strengthened by the values of religiosity in dialogue with the vital energy; Berkenbrock (2012) presents the way the Yoruba people understand the composition of the universe, AIYE AND ORUM forces that make possible the existence, both in the material world and in the transcendent, supernatural, unlimited world, that safeguard the three fundamental principles IWÁ - which makes the existence of the atmosphere and the breathing, AXÉ - that allows the unfolding of the dynamics of accomplishment, ABÁ - force that accompanies the AXÉ, giving objectivity to the direction to be followed and that is represented by the civilizing value of the territoriality in dialogue with the circularity , acting as an element of connection between the different knowledge and lived. Based on this guiding base, we analyze the narratives of the interviewees and we conclude that: a) the motivation of the interviewees to join the Terça Negra project is related to the discovery and appropriation of their black identity and their engagement in the militancy of policies racial; b) the social, political, cultural and religious changes and gains mobilized from Terça Negra are associated with the understanding of the African world view, materialized in the symbolic configuration of a web, that interconnects activities lived between people and groups that integrated the project.
Palavras-chave: Sagrado, O
Cultos afro-brasileiros
Espiritualidade
Discriminação
Negros - Identidade racial
Dissertações
Dissertations
The Sacred
Afro-Brazilian Cults
Spirituality
Discrimination
Blacks - Racial Identity
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::TEOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Católica de Pernambuco
Sigla da instituição: UNICAP
Departamento: Departamento de Pós-Graduação
Programa: Mestrado em Ciências da Religião
Citação: PRAZERES, Maria Lúcia Gomes dos. Terça Negra no Recife : narrativas sobre dança, música, espiritualidade e sagrado . 2018. 164 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Católica de Pernambuco. Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião. Mestrado em Ciências da Religião, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/1113
Data de defesa: 10-Apr-2019
Appears in Collections:Ciencias da Religiao

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
maria_lucia_gomes_prazeres.pdfDissertação na íntegra1,29 MBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons