Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/1116
Tipo do documento: Dissertação
Título: Estudo acerca da aplicação da lei Maria da Penha em contexto de interculturalidade: violência de gênero e cultura indígena em Pernambuco.
Autor: Silva, Glebson Weslley Bezerra da 
Primeiro orientador: Mello, Marilia Montenegro Pessoa de
Primeiro membro da banca: Rosenblatt, Fernanda Cruz da Fonseca
Segundo membro da banca: Barbosa, Maria Lúcia
Resumo: Este trabalho busca compreender as situações de violência doméstica que mulheres indígenas têm enfrentado em suas relações interpessoais e perceber como o ordenamento jurídico brasileiro se comporta diante dessas violências sofridas. Entendemos o enfrentamento da violência de gênero como a criminalização da violência às mulheres, não só pela letra das normas ou leis, mas também pela consolidação de estruturas culturais, sociais e políticas que são intimamente ligadas a uma sociedade patriarcal. Desse modo, ao pensarmos no ordenamento jurídico uma lei com nome de mulher, observamos a Lei Maria da Penha enquanto mecanismo legislativo e como forma de prevenir e coibir a violência doméstica à mulher. Quanto a mulher ser indígena e se encontrar em situação de violência doméstica, temos que levar em consideração a concepção cultural de gênero e suas resoluções de conflito. Assim, a presente pesquisa tem como proposta analisar a aplicabilidade dessa normativa em contextos de interculturalidade, universos de comunidades indígenas do estado de Pernambuco, para investigar a aplicabilidade e efetividade da norma a partir desses marcadores culturais, elegemos desse modo a Vara Criminal localizada no munícipio de Pesqueira. Justifica-se uma vez que quando da aprovação da Lei 11.340/2006 não foram pensadas as situações de violência contra mulheres indígenas no contexto das comunidades ou fora delas por homens do mesmo grupo étnico. Têm-se como objetivos específicos a discussão sobre as estruturas de poder que fazem parte do modelo colonial de gestão, bem como a discussão sobre como o feminino foi construído no Sistema de Justiça Criminal. Assim, poderemos entender como que a população indígena feminina é considerada (e se é considerada) pelo Sistema de Justiça Criminal e como as estruturas de poder influenciam numa invisibilidade e na cultura do silenciamento e encobrimento do outro, provocando dessa forma um genocídio cultural.
Abstract: This work seeks to understand the situations of domestic violence that indigenous women have faced in their interpersonal relations and to understand how the Brazilian legal system behaves in the face of these suffered violence. We understand the confrontation of gender violence as the criminalization of violence against women, not only by the letter of norms or laws, but also by the consolidation of cultural, social and political structures that are intimately linked to a patriarchal society. Thus, when considering the legal system a law with a woman's name, we observe the Maria da Penha Law as a legislative mechanism and as a way of preventing and curbing domestic violence against women. As for women being indigenous and in situations of domestic violence, we must take into account the cultural conception of gender and its resolutions of conflict. Thus, the present research aims to analyze the applicability of this norm in contexts of interculturality, universes of indigenous communities of the state of Pernambuco, to investigate the applicability and effectiveness of the norm from these cultural markers, thus choosing the Criminal Court located in the municipality of Pesqueira. It is justified since, when Law 11,340 / 2006 was approved, situations of violence against indigenous women in the context of the communities or outside them by men of the same ethnic group were not thought of. The specific objectives are to discuss the structures of power which are part of the colonial management model, as well as the discussion about how the feminine was built in the Criminal Justice System. Thus, we can understand how the indigenous female population is considered (and is considered) by the Criminal Justice System and how the power structures influence the invisibility and culture of the silencing and cover-up of the other, thus provoking a cultural genocide.
Palavras-chave: Violência familiar - Gênero
Violência contra as mulheres
Dissertações
Dissertations
Family Violence - Gender
Violence against women
Área(s) do CNPq: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::DIREITO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Católica de Pernambuco
Sigla da instituição: UNICAP
Departamento: Departamento de Pós-Graduação
Programa: Mestrado em Direito
Citação: SILVA, Glebson Weslley Bezerra da. Estudo acerca da aplicação da lei Maria da Penha em contexto de interculturalidade : violência de gênero e cultura indígena em Pernambuco . 2019. 94 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Católica de Pernambuco. Programa de Pós-graduação em Direito. Mestrado em Direito, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/1116
Data de defesa: 25-Apr-2019
Appears in Collections:Direito

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
glebson_weslley_bezerra_silva.pdfDissertação na íntegra942,16 kBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.