Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/118
Tipo do documento: Dissertação
Título: Dor crônica ou um corpo deprimido? : reflexões sobre as dimensões psicológicas da dor corporal na contemporaneidade
Autor: Formiga, Maria do Socorro Gonçalves 
Primeiro orientador: Queiroz, Edilene Freire de
Primeiro membro da banca: Lima, Albenise de Oliveira
Segundo membro da banca: Zanotti, Susane Vasconcelos
Resumo: A dor crônica é um importante problema de saúde pública contemporâneo, assim como a crescente demanda por serviços de saúde e recursos tecnológicos para a abordagem das diversas dimensões envolvidas na incapacidade e no sofrimento resultante. Nos últimos anos, o estudo da dor e da depressão tem contribuído com mudanças profundas na compreensão da dinâmica e complexidade do sistema nervoso; tem impulsionado o reconhecimento da importância das dimensões sócio-culturais e psíquicas na experiência e expressão do fenômeno doloroso, além de ter proporcionado a diversificação de recursos terapêuticos mobilizados nesse cuidado. Essa realidade instigadora foi despertando o interesse em aprofundar os conhecimentos nessa área, de modo que a realização desta pesquisa teve como objetivo geral investigar a dor crônica no contexto contemporâneo e sua relação com sintomas depressivos. Para a pesquisa de campo, elegemos cinco pacientes diagnosticados como portadores de dor crônica e depressão, encaminhados pela equipe médica de uma Clínica da Dor da cidade de João Pessoa, Paraíba, os quais foram acompanhados através da escuta terapêutica, com um encontro semanal, com duração de cinqüenta minutos, por um período de até dez meses. Os dados coletados foram analisados e interpretados, a partir do referencial psicanalítico, considerando a relação entre a linguagem somática do corpo na dor crônica e na depressão, compreendendo sua dimensão psíquica no contexto de suas histórias de vida. Entre os resultados encontrados, destacaram-se o sentimento de desamparo e a demanda por cuidado, a convocação do corpo no processo de elaboração psíquica, a necessidade de reconhecimento através da experiência dolorosa, as vivências marcantes de perdas, interferências na dinâmica familiar e os benefícios secundários dos sintomas dolorosos. O traço depressivo e o caráter paralisante da dor estiveram presentes em todos os participantes, identificados através de aspectos como isolamento social, improdutividade, sentimento de vazio, pulsão de morte, baixa auto-estima, sentimento de desesperança e aceitação do papel de ser doente como característica de sua auto-identificação. Dessa forma, esperando ter contribuído para o aprofundamento da temática abordada, podemos concluir que, apesar das controvérsias na relação dor crônica/corpo deprimido, a dor esteve sempre associada à depressão
Abstract: Chronicle pain is an important contemporary public health problem, as well as the increasing demand for health care services and technological resources to improve the approach of several factors involved in the consequential incapacity and suffering. In the last years, the study of pain and depression has contributed to deep changes in the comprehension of the nervous system dynamics and complexity; it has raised the recognition of the importance of social, cultural and psychological factors for the experience and expression of pain, and, besides that, it has diversified therapeutic care resources. This exciting reality has raised the interest to deepen the knowledge in this area and, therefore, the research had as main objective to investigate chronicle pain and its relation to depressive symptoms in the contemporary context. For fieldwork, we have elected five patients with chronicle pain and depression diagnosis, who were sent by the medical team of a Pain Clinic in João Pessoa city, Paraíba state. They were monitored through a therapeutic listening weekly, with fifty minutes for each session, for up to ten months. Collected data were analyzed and interpreted from a psychoanalytical perspective, considering the body somatic language in chronicle pain and in depression, trying to understand psychological factors in the context of these people s life stories. Among several results, it is possible to highlight feelings of abandonment and the need for care, the involvement of the body in the process of psychological elaboration, the need for recognition through the experience of pain, marked losses, interferences in family dynamics and secondary benefits of painful symptoms. The depressive trace and the paralyzing character of pain were present in all participants, identified through aspects such as social isolation, unproductiveness, and feelings of emptiness, death drive, low self-esteem, hopelessness and acceptance of the sick person role as characteristic of self-identification. In this way, we expect to contribute to deepen this thematic and we can conclude that, despite the chronicle pain/depressive body controversial relation, pain has always been associated to/with depression
Palavras-chave: dissertações
psicologia clínica
sofrimento
psicanálise
dor crônica
psicologia clínica da saúde
tristeza
emoções
dissertations
clinical psychology
suffering
psychoanalysis
chronic pain
clinical health psychology
sadness
emotions
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Católica de Pernambuco
Sigla da instituição: UNICAP
Departamento: Psicologia Clínica
Programa: Mestrado em Psicologia Clínica
Citação: FORMIGA, Maria do Socorro Gonçalves. Dor crônica ou um corpo deprimido? : reflexões sobre as dimensões psicológicas da dor corporal na contemporaneidade. 2010. 186 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Clínica) - Universidade Católica de Pernambuco, Recife, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/118
Data de defesa: 31-May-2010
Appears in Collections:Psicologia Clinica



Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.