Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/1187
Tipo do documento: Dissertação
Título: Sujeito e sentidos sobre o feminino em A hora da estrela de Clarice Lispector.
Autor: Arruda, Maria de Lourdes Alves 
Primeiro orientador: Azevedo, Nadia Pereira da Silva Gonçalves de
Primeiro membro da banca: Araújo, André Luís de
Segundo membro da banca: Leal, Maria Virgínia
Resumo: O presente trabalho analisa o funcionamento de sentidos sobre o feminino na obra A hora da estrela, de Clarice Lispector. Ancoramos o nosso trabalho à perspectiva de Análise de Discurso de matriz francesa e com ela adentrando a interface língua/literatura, colocamos como escopo principal a análise do corpus formado por recortes do texto, buscando percorrer os caminhos da cristalização dos sentidos dominantes, à época da escritura da obra, sobre a imagem feminina no confronto dos perfis dos personagens. Em outras palavras, investigamos as condições sócio- históricas de produção textual da obra, analisando e identificando marcas de relações de poder presentes no texto e suas relações com as condições sócio- histórico-ideológicas que atravessam a formulação de sentidos sobre o ser mulher. O objeto de análise deste trabalho buscou aproximação com os caminhos de uma pesquisa qualitativa e visa à compreensão de construções discursivas formadoras do feminino, na busca de seus elementos constitutivos através do discurso em um determinado tempo na história. No primeiro capítulo, consideramos a obra, a literatura e sua articulação com a AD, bem como abordamos a autoria. No segundo capítulo, consideramos o diálogo dessas duas disciplinas, abordamos a memória discursiva e o silêncio, então, partimos para a análise do funcionamento de sentidos no terceiro capítulo. Nossa análise concluiu que os sentidos subjacentes à formação do feminino na década de 1970 do século XX expressam a cristalização de sentidos advindos de tempos anteriores àquele, cuja base encontra-se arraigada nas relações de poder sutilmente disseminadas pela ideologia de superioridade do masculino sobre o feminino. Concluímos ainda que há uma expressa mobilidade nesses sentidos que marcam o caminho das mulheres em busca de sua autonomia, em um percurso onde operam a divergência e a contradição que estabelecem o diálogo com o movimento, construindo a multiplicidade de sentidos sobre o ser mulher.
Abstract: The present work analyzes the working of senses on the feminine in the work The hour of the star, by Clarice Lispector. We anchor our work to the perspective of Discourse Analysis of French matrix and with it entering the interface language/literature, we put as main scope the analysis of the corpus formed by cuts of the text, trying to cross the paths of the crystallization of the dominant senses, at the time of writing of the work, on the feminine image, in the confrontation of the characters‘ profiles. In other words, we investigate the socio-historical conditions of textual production of the work, analyzing and identifying brands of power relations present in the text and their relations with socio-historical-ideological conditions that cross the formulation of meanings about being a woman. The object of analysis of this work sought to approximate to the paths of a qualitative research and aims the comprehension of discursive constructions that form the feminine, in the search of its constitutive elements through the discourse at a certain time in history. In the first chapter, we consider the work, the literature and its articulation with the AD, as well we approach the authorship. In the second chapter, we consider the dialogue of these two disciplines, we approach the discursive memory and the silence, then we start with the analysis of the functioning of the senses in the third chapter. Our analysis concluded that the senses underlying to the formation of the feminine in the 1970s express the crystallization of senses derived from earlier times, which basis is rooted in the power relations subtly disseminated by the ideology of masculine superiority over the feminine. We also conclude that there is an express mobility in these senses that mark the way of the women in search of their autonomy, in a course where operate the divergence and contradiction that establish the dialogue with the movement, constructing the multiplicity of senses on the being woman.
Palavras-chave: Análise do discurso
Dissertações
Dissertations
Speech analysis
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Católica de Pernambuco
Sigla da instituição: UNICAP
Departamento: Departamento de Pós-Graduação
Programa: Mestrado em Ciências da Linguagem
Citação: ARRUDA, Maria de Lourdes Alves. Sujeito e sentidos sobre o feminino em A hora da estrela de Clarice Lispector. 2019. 63 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Católica de Pernambuco. Pró-reitoria Acadêmica. Coordenação Geral de Pós-graduação. Programa de Pós-graduação em Ciências da Linguagem, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/1187
Data de defesa: 16-Aug-2019
Appears in Collections:Ciencias da Linguagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
maria_lourdes_alves_arruda.pdfDissertação na íntegra657,55 kBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons