Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/1268
Tipo do documento: Dissertação
Título: Entre o dito e o não dito: o hiato entre a psicanálise e o direito em relação ao abuso sexual infantil.
Autor: Leite, Simone Matos Lacerda 
Primeiro orientador: Passos, Maria Consuêlo
Primeiro membro da banca: Wedna, Véronique Donard
Segundo membro da banca: Galindo, Cristina Marinho
Resumo: Esse trabalho tem como objetivo investigar os pontos de encontros e desencontros entre as áreas da Psicanálise e do Direito, especificamente em relação ao tema do abuso sexual infantil. A partir de uma breve retrospectiva, buscamos investigar o tema do abuso sexual infantil ao longo do desenvolvimento da história da humanidade, buscando entender os vários momentos em que essa prática esteve presente nas sociedades. Procuramos dar destaque ao momento atual, onde as novas tecnologias, impulsionadas pela internet, representam um perigo a mais na vulnerabilidade a que se expõem as crianças, pela facilidade de acesso dos abusadores em contraposição aos recursos jurídicos disponíveis para reprimir e punir tais práticas. Analisamos as várias definições de abuso sexual infantil trazidas pelos principais estudiosos da área e pelas instituições que se propõem a se ocupar do tema. Investigamos como o tema é abordado pela Psicanálise, a partir de conceitos basilares do seu escopo teórico, como trauma e realidade psíquica, ressaltando as tensões que se evidenciam quando esses termos são tomados pela atuação jurídica. Trouxemos um apanhado histórico da criança, sob a lente do Direito, acentuando as diferentes formas em que a infância foi vista, ao longo do tempo e de como o Direito vem se posicionando em relação ao abuso sexual infantil. A partir dos seus dispositivos teóricos, procuramos trazer uma análise da forma de atuação utilizada no trato do tema elencado. Constatamos, através da pesquisa bibliográfica efetuada, que o ponto original de onde provém cada uma das disciplinas são distintos entre si, assim como seus dispositivos metodológicos-procedimentais. Buscamos ressaltar que o encontro entre as disciplinas irá acontecer inevitavelmente, mas, por hora, ainda sob muita tensão, movido talvez pela falta de entendimento de uma pela outra de seus objetos de interesses, ou seja, o sujeito psíquico e o sujeito de direitos. Constatamos a possibilidade desse encontro acontecer, de fato, como um diálogo, mediado pelo sujeito humano, a partir de uma visão interdisciplinar.
Abstract: This paper aims to investigate the points of encounter and mismatch between the areas of psychoanalysis and law, specifically in relation to the theme of child sexual abuse. From a brief retrospective we seek to investigate the theme of child sexual abuse, throughout the development of human history, seeking to understand the various moments in which this practice was present in societies. We seek to highlight the current moment, when new technologies, driven by the internet, pose an additional danger to the vulnerability to which children are exposed, due to the easy access of abusers as opposed to the legal resources available to suppress and punish such practices. We analyze the various definitions of child sexual abuse brought by leading scholars in the area and the institutions that propose to address the issue. We investigated how the theme is approached by Psychoanalysis, based on basic concepts of its theoretical scope, such as trauma and psychic reality, highlighting the tensions that are evident when these terms are taken by legal action. We brought a historical overview of the child, under the lens of law, emphasizing the different ways in which childhood was seen over time and how the law has been positioned in relation to child sexual abuse. From its theoretical devices, we try to bring an analysis of the way of acting used in dealing with the listed theme. We verified, through the bibliographical research, that the original point from which each of the disciplines comes, are distinct from each other, as well as their methodological and procedural devices. We seek to emphasize that the meeting between the disciplines will inevitably happen, but for now, still under a lot of tension, perhaps driven by lack of understanding, of each other, of their objects of interest, that is, the psychic subject and the subject of rights. We see the possibility of this meeting happen, in fact, as a dialogue, mediated by the human subject, from an interdisciplinary view.
Palavras-chave: Dissertações
Psicanálise
Direito
Crime sexual contra a criança
Dissertations
Law
Psychoanalysis
Sexual crime against children
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Católica de Pernambuco
Sigla da instituição: UNICAP
Departamento: Departamento de Pós-Graduação
Programa: Mestrado em Psicologia Clínica
Citação: LEITE, Simone Matos Lacerda. Entre o dito e o não dito : o hiato entre a psicanálise e o direito em relação ao abuso sexual infantil . 2019. 130 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Católica de Pernambuco. Programa de Pós-graduação em Psicologia Clínica. Mestrado em Psicologia Clínica, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/1268
Data de defesa: 24-Oct-2019
Appears in Collections:Psicologia Clinica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ok_simone_matos_lacerda_leite.pdfDissertação na íntegra934,69 kBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons