Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/1291
Tipo do documento: Dissertação
Título: Transplante hepático: percepções da pessoa idosa.
Autor: Andrade, Maria do Carmo de Farias 
Primeiro orientador: Dias, Cristina Maria de Souza Brito
Resumo: Até meados do Século XX, a velhice era concebida como um período de declínio físico e cognitivo incompatível com o desenvolvimento. Com o envelhecimento da população, estudiosos se depararam com outra face do envelhecimento: ativo e saudável. A partir daí surge o Paradigma do Life Spam que compreende que o desenvolvimento humano ocorre do nascimento à morte. No Brasil e no mundo a população de pessoas idosas está crescendo de modo acelerado em virtude da rápida redução da mortalidade em todos os países como consequência das descobertas científicas, desenvolvimento de novas tecnologias, melhores condições de saneamento básico, dentre outras, combinada à alta taxa de natalidade nas duas décadas após a Segunda Guerra Mundial. Estudos apontam que, nos últimos anos, também tem ocorrido um aumento no número de idosos transplantados de fígado. A transplantação de órgãos é considerada tratamento efetivo para doenças crônicas e progressivamente incapacitantes, objetivando prolongar e melhorar a qualidade de vida do doente. O êxito alcançado nesta técnica foi possível graças aos avanços da ciência médica. Muitos questionam a segurança e a eficácia da transplantação hepática em idosos. A literatura evidencia que os resultados não estão relacionados à idade cronológica, mas à idade biológica. Este estudo teve por objetivo investigar as percepções do idoso relacionadas ao transplante de fígado no que diz respeito a ele mesmo e à sua família. Os objetivos específicos foram: a) investigar as percepções dos idosos transplantados de fígado a respeito do diagnóstico da doença, passando pelo ato cirúrgico e até a vida atual; b) compreender as estratégias psíquicas de enfrentamento utilizadas pelo idoso desde o diagnóstico da doença até a vida atual; c) analisar a percepção do idoso transplantado a respeito da repercussão da vivência do transplante para a sua família; d) compreender como o idoso avalia a importância do suporte familiar no momento vivenciado. Trata-se de uma pesquisa qualitativa da qual participaram seis idosos (duas mulheres e quatro homens), com idades variando entre 60 e 73 anos, que tivessem passado por transplante de fígado há, no mínimo, seis meses e, no máximo, um ano. O projeto da pesquisa foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade. Os participantes responderam a um questionário sociodemográfico e a uma entrevista semidirigida focada nos objetivos da pesquisa. A análise de dados foi realizada por meio da análise de conteúdo temática. Emergiram seis categorias temáticas: 1) Descoberta da necessidade do transplante hepático e reações durante o processo em que a descoberta da doença e da necessidade de transplante foi uma situação inesperada e o elemento surpresa apareceu em algumas falas; 2) À espera do transplante hepático foi caracterizada pela ansiedade e perda da qualidade de vida; 3) Estratégias de enfrentamento durante a espera do transplante hepático em que a mais utilizada pelos sujeitos foi a espiritualidade; 4) Vivência do transplante para a família na perspectiva do transplantado em que estes revelaram que o transplante trouxe reflexos para toda a dinâmica familiar; 5) Percepção do papel da família durante todo o processo na perspectiva do idoso transplantado em que o grupo familiar foi tido como principal fonte de apoio para a pessoa idosa transplantada; 6) Vivência atual após o transplante hepático em que a maioria dos entrevistados reconhecem que, após o transplante, houve melhora na qualidade de vida, em que pese o fato de conviverem com algumas restrições.
Abstract: Until the middle of the 20th century, old age was seen as a period of physical and cognitive decline incompatible with development. With the aging of the population, scholars have come across another perspective on aging: active and healthy. From there, the Life Span Paradigm arises, which understands that human development occurs from birth to death. In Brazil and in the world, the population of elderly people is growing rapidly due to the accelerated reduction in mortality in all countries as a result of scientific discoveries, development of new technologies, better conditions of basic sanitation, among others, combined with the high birth rate in the two decades after World War II. Studies indicate that, in recent years, there has also been an increase in the number of elderly liver transplant recipients. Organ transplantation is considered an effective treatment for chronic and progressively disabling diseases, aiming to prolong and improve the patient's quality of life. The success achieved in this technique was possible thanks to advances in medical science. Many question the safety and effectiveness of liver transplantation for elders. The literature shows that the results are not related to chronological age, but to biological age. This study aimed to investigate the elderly's perceptions related to liver transplantation in regard to himself and his family. The specific objectives were: a) to investigate the perceptions of elderly liver transplant recipients regarding the diagnosis of the disease, going through the surgical procedure and up to current life; b) to understand the psychic coping strategies used by the elderly from the diagnosis of the disease to the present life; c) to analyze the perception of the transplanted elderly regarding the repercussions of the transplantation experience for his family; d) understand how the elderly assesses the importance of family support at the moment experienced. This is a qualitative study in which six elderly people (two women and four men) participated, aged between 60 and 73 years, who had undergone liver transplantation for at least six months and at most one year. The research project was approved by the University's Research Ethics Committee. The participants answered a sociodemographic questionnaire and a semi-directed interview focused on the research objectives. Data analysis was performed through Thematic Content Analysis. Six thematic categories emerged: 1) Discovery of the need for liver transplantation and reactions during the process in which the discovery of the disease and the need for transplantation was an unexpected situation and the element of surprise appeared in some statements; 2) Waiting for liver transplantation was characterized by anxiety and loss of quality of life; 3) Coping strategies while waiting for liver transplantation, in which the most used by the subjects was spirituality; 4) Transplant experience for the family from the perspective of the transplanted patient, in which they revealed that the transplant brought reflexes to the whole family dynamics; 5) Perception of the role of the family throughout the process from the perspective of the transplanted elderly person in which the family group was seen as the main source of support for the transplanted elderly person; 6) Current experience after liver transplantation in which most interviewees recognize that, after the transplant, there was an improvement in quality of life, despite the fact that they live with some restrictions.
Palavras-chave: Dissertações
Psicologia clínica
Idosos - Aspectos psicológicos
Idosos - Relações com a família
Transplante de fígado - Aspectos psicológicos
Dissertations
Clinical psychology
Elderly - Psychological aspects
Elderly - Relations with the family
Liver transplantation - Psychological aspects
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Católica de Pernambuco
Sigla da instituição: UNICAP
Departamento: Departamento de Pós-Graduação
Programa: Mestrado em Psicologia Clínica
Citação: ANDRADE, Maria do Carmo de Farias. Transplante hepático : percepções da pessoa idosa. 2020. 84 fl. Dissertação (Mestrado) - Universidade Católica de Pernambuco. Programa de Pós-graduação em Psicologia Clínica. Mestrado em Psicologia Clínica, 2020.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/1291
Data de defesa: 12-Mar-2020
Appears in Collections:Psicologia Clinica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ok_maria_carmo_farias_andrade.pdfDissertação na íntegra525,99 kBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons