Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/1376
Tipo do documento: Dissertação
Título: A fé dos novos ateus: uma análise sobre o discurso neoateísta e sua influência na academia.
Autor: Braga, João Paulo Reis 
Primeiro orientador: Silva, Drance Elias da
Primeiro coorientador: Libório, Luiz Alencar
Primeiro membro da banca: Moura, Carlos André Silva de
Segundo membro da banca: Souza, José Tadeu Batista de
Resumo: Os ataques de 11 de setembro de 2001 provocaram um forte crescimento do sentimento antirreligioso no mundo. Em seguida ocorreu uma sucessão de publicações e reedições de livros de autores militantes do ateísmo atacando toda e qualquer forma de Religião. Escritores como Richard Dawkins, Daniel Dennett, Christopher Hitchens e Sam Harris passaram a vender milhões de livros e entraram na lista de best-sellers em vários países. Esse conjunto de fatores colaborou para o ressurgimento de uma forma de ateísmo mais agressivo e radical, que atualmente tem sido chamado de “novo ateísmo” ou “neoateísmo”. A presente dissertação tem três objetivos principais: a) conhecer a origem e o desenvolvimento do discurso neoateísta; b) averiguar o embasamento científico desse discurso sob a perspectiva de descobertas no campo da Genética; e c) compreender a influência do discurso dos novos ateus e o modo como ele mantém sua hegemonia no sistema superior de ensino. Na primeira e na terceira parte da disseratação foi utilizado o método descrito por Foucault, que afirma que uma análise mais abrangente e assertiva de um discurso exige dois aspectos complementares: a “perspectiva genealógica” e a “perspectiva crítica”. Já na segunda parte, o método utilizado foi o de revisão bibliográfica de estudos a respeito do código genético. Os resultados revelaram que a origem do discurso e do próprio movimento neoateísta situa-se na segunda metade do séc. XIX, e que esse discurso veio atender a um sentimento antirreligioso que prevalecia entre os mais influentes cientistas da época. A “vontade de verdade” desse período fez com que rapidamente esse discurso fosse elevado à posição de hegemônico na Academia. Pesquisas empíricas e conclusões de muitos cientistas demonstraram também que várias das alegações relacionadas com a Genética que são utilizadas no discurso dos novos ateus já foram refutadas e hoje podem ser consideradas mitos científicos. Constatou-se, ainda, que o discurso do novo ateísmo faz uso dos quatro grandes sistemas de exclusão descritos por Foucault, são eles: a interdição da palavra, a segregação pela loucura, a rarefação e o controle da produção de disciplinas. Observou-se também que a carência de embasamento científico do discurso neoateísta exigiu de seus membros uma aceitação dogmática e quase inquestionável de suas afirmações cientificistas, cobrando de seus signatários uma postura antiteísta “fundamentalista”. Por fim, os resultados da presente pesquisa demonstraram que a hegemonia do discurso neoateu traz prejuízos ao desenvolvimento da Ciência e que a teodiceia propagada por eles é, na verdade, um discurso perigoso que pode representar um grande risco à liberdade religiosa.
Abstract: The September 11, 2001 attacks sparked strong growth in anti-religious sentiment around the world. Then there was a succession of publications and reissues of books by militant authors of atheism attacking any and all forms of religion. Writers like Richard Dawkins, Daniel Dennett, Christopher Hitchens and Sam Harris have gone on to sell millions of books and have entered the list of best sellers in several countries. This set of factors contributed to the resurgence of a more aggressive and radical form of atheism, which today has been called "new atheism" or "neo-atheism". This dissertation has three main objectives: a) to know the origin and development of the neo-theistic discourse; b) to investigate the scientific basis of this discourse from the perspective of discoveries in the field of Genetics; and c) understand the influence of the speech of the new atheists and the way he maintains his hegemony in the higher education system. In the first and third part of the dissertation, the method described by Foucault was used, which states that a more comprehensive and assertive analysis of a discourse requires two complementary aspects: the “genealogical perspective” and the “critical perspective”. In the second part, the method used was the literature review of studies on the genetic code. The results revealed that the origin of the discourse and the neo-theistic movement itself lies in the second half of the century. XIX, and that this speech came to meet an anti-religious feeling that prevailed among the most influential scientists of the time. The “will to truth” of this period quickly made this speech elevated to the position of hegemonic in the Academy. Empirical research and conclusions by many scientists have also shown that several of the claims related to Genetics that are used in the speech of the new atheists have already been refuted and today can be considered scientific myths. It was also found that the discourse of the new atheism makes use of the four great systems of exclusion described by Foucault, they are: the interdiction of the word, the segregation by madness, the rarefaction and the control of the production of disciplines. It was also observed that the lack of scientific basis for the neo-theistic discourse demanded from its members a dogmatic and almost unquestionable acceptance of its scientific claims, demanding from its signatories a “fundamentalist” anti-theistic stance. Finally, the results of the present research demonstrated that the hegemony of the neo-neo discourse brings losses to the development of Science and that the theodicy spread by them is, in fact, a dangerous discourse that can represent a great risk to religious freedom.
Palavras-chave: Dissertações
Religião
Genética
Ateísmo
Ateus
Neoateísmo
Dissertations
Religon
Genetics
Atheism
Atheists
Neoatheism
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::TEOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Católica de Pernambuco
Sigla da instituição: UNICAP
Departamento: Departamento de Pós-Graduação
Programa: Mestrado em Ciências da Religião
Citação: BRAGA, João Paulo Reis. A fé dos novos ateus : uma análise sobre o discurso neoateísta e sua influência na academia. 2020. 237 fl. Dissertação (Mestrado) - Universidade Católica de Pernambuco. Programa de Pós-graduação em Ciências da Religião. Mestrado em Ciências da Religião, 2020.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/1376
Data de defesa: 22-Jan-2020
Appears in Collections:Ciencias da Religiao

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ok_joao_paulo_reis_braga.pdfDissertação na íntegra4,76 MBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons