Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/1398
Tipo do documento: Tese
Título: Entre leis e classificações patológicas: espiritismo nos prontuários psiquiátricos do Hospital de Alienados em Pernambuco.
Autor: Santos, Elaine Maria Geraldo dos 
Primeiro orientador: Campos, Zuleica Dantas Pereira
Primeiro coorientador: Peixoto, José Adelson Lopes
Primeiro membro da banca: Marques, Luiz Carlos Luz
Segundo membro da banca: Chaves, José Afonso
Terceiro membro da banca: Cavalcanti , Carlos André Macêdo
Quarto membro da banca: Soares, Thiago Nunes
Resumo: Esta tese teve por objetivo analisar como a mediunidade espírita perpassou a atividade psiquiátrica pernambucana exercida no Hospital de Alienados até o final da década de 1930. Para atingirmos tal propósito, procuramos historiar o Espiritismo e verificar como o Recife acomodou o hospício, dispositivo normativo para a loucura; compreender o imbricamento entre psiquiatria, Espiritismo e legislação no período da pós-república; entender como o processo de classificação psicopatológica catalogou os fenômenos mediúnicos; e analisar os prontuários psiquiátricos de pacientes envolvidos com o Espiritismo no Hospital de Alienados. Para tanto, recorreu-se teoricamente a Michel Foucault, sobre a normatização e, consequente, exclusão dos considerados anormais, no caso, os espíritas, além de SCOTON (2007), GUARNIERI (2001), GONÇALVES (2010), NASCIMENTO (2014), SOARES (2010), todos estudiosos de Ciências da Religião, e GIUMBELLI (1997), CAMPOS, (2001), SÁ (2001), entre outros que se debruçaram sobre o Kardecismo e o “baixo espiritismo”. Nesse sentido, a metodologia adotada foi a qualitativa de análise do discurso, em que a classificação psicopatológica da psiquiatria moderna abordou as manifestações mediúnicas e as enquadrou em processos sintomáticos e diagnósticos clínicos. Para isso, foi realizado um levantamento documental nos arquivos pernambucanos, leituras de trabalhos referentes à temática e fotografia dessas fontes. Outro ponto abordado foi como a legislação brasileira pós-república tratou questões ligadas à religião, ao ordenamento do espaço manicomial e determinou o perfil da loucura. A fonte primária que ancorou este estudo abrange os periódicos pernambucanos, como A Província e Diário de Pernambuco, como também os prontuários psiquiátricos do Hospital de Alienados, entre os anos de 1920 e 1930. Entre os resultados encontrados, temos a elaboração de uma anamnese “informal” pelos psiquiatras pernambucanos, a qual questionava o paciente sobre sua vivência no Espiritismo e, assim, colocando essa religião como “sintoma” neuropatológico. Verificamos também que o diagnóstico “delírio episódico (Espiritismo)” já era utilizado no manicômio desde 1932, divergindo dos estudos anteriores, os quais defenderam que esse diagnóstico foi apresentado nacionalmente em 1936. Além desses itens, percebemos que os pacientes espíritas não eram internados após uma crise nervosa, como ocorria com os demais, mas apresentavamse calmos na primeira entrada, o que nos leva a entender que a causa de sua condução ao tratamento psiquiátrico se dava pelos “sintomas” decorrentes da mediunidade, como alucinações audiovisuais ou pelo fato de ser médium. Nesse cenário, características religiosas relacionadas à mediunidade espírita foram tratadas como processos sintomáticos e, consequentemente, o Espiritismo foi atribuído como diagnóstico, divergindo das classificações neuropatológicas internacionais e adotadas na época. Marginalizou-se o Espiritismo pernambucano, usando-se como justificativa a política de saúde pública mental, em que a loucura espírita estava associada a um tipo de degeneração moral.
Abstract: This thesis aims to analyse how spiritist mediumship permeated the psychiatric activity of Penambuco practiced at Hospital de Alienados until the end of 1930s. In order to achieve this purpose, we sought to make a historical report of spiritism and verify how Recife accommodated the asylum, a normative device for madness; to understand the overlap among psychiatry, spiritism and legislation in the post-republic period; to understand how the psychopathological classification process catalogued mediumistic phenomena; and to analyse the psychiatric records from Hospital de Alienados of patients involved with spiritism. In order to do so, Michel Foucault is resorted theoretically on the normalization, and consequently exclusion of those considered abnormal, in this case, the spiritists, in addition to SCOTON (2007), GUARNIERI (2001), GONÇALVES (2010), NASCIMENTO (2014), SOARES (2010), all scholars of Sciences of Religion and GIUMBELLI (1997), CAMPOS, (2001), and SÁ (2001), among others who studied kardecism and “low spiritism”. Hence, the adopted methodology was the qualitative discourse analysis, in which the psychopathological classification of modern psychiatry addressed mediumistic manifestations and framed them in symptomatic processes and clinical diagnosis. Therefore, it was carried out a weighing in the archives of Pernambuco, the readings of works related to the theme, and the photography of these sources. Another addressed point was how Brazilian post-republic legislation dealt with issues related to religion, with the normalization of the mental institution, and determined the profile of madness. The primary source which anchors this study comprised periodicals from Pernambuco, such as A Província and Diário de Pernambuco, as well as psychiatric records of Hospital de Alienados between the years 1920 and 1930. Among the results which were found there is the elaboration of an “informal” anamnesis by psychiatrists from Pernambuco, which asked the patient about their experience in spiritualism, and then placed this religion as neuropathological “symptom”; we also verified that the diagnosis “episodic delirium (Spiritism)” was already used in the asylum sin 1932, diverging from previous studies, which argued that this diagnosis was presented nationally in 1936; in addition to this items, we noticed that spiritist patients were not hospitalized after a nervous breakdown, as it was the case with the others, instead they were calm at the first entry, which leads us to understand that the cause of their conduction to psychiatric treatment was due to “symptoms” resulting from mediumship, such as audio-visual hallucinations or being a medium. In this scenario, religious characteristics related to spiritist mediumship were treated as symptomatic processes, and consequently spiritualism was attributed as a diagnosis, diverging from the international and adopted neuropathological classification at that time. The spiritism from Pernambuco was marginalized, using the mental public health policy as a justification, in which spiritist madness was associated with a type of moral degeneration.
Palavras-chave: Teses
Espiritismo
Mediunidade
Loucura
Análise do discurso
Hospitais psiquiátricos - Pernambuco
Theses
Spiritism
Mediumship
Craziness
Speech analysis
Psychiatric Hospitals - Pernambuco
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::ARTES
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Católica de Pernambuco
Sigla da instituição: UNICAP
Departamento: Departamento de Pós-Graduação
Programa: Doutorado em Ciências da Religião
Citação: SANTOS, Elaine Maria Geraldo dos; PEIXOTO, José Adelson Lopes. Entre leis e classificações patológicas : espiritismo nos prontuários psiquiátricos do Hospital de Alienados em Pernambuco . 2021. 268 f. Tese (Doutorado) - Universidade Católica de Pernambuco, Programa de Pós-graduação em Ciências da Religião. Doutorado em Ciências da Religião, Recife, 2021.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/1398
Data de defesa: 1-Mar-2021
Appears in Collections:Ciencias da Religiao

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ok_elaine_maria_geraldo_santos.pdfTese na íntegra9,93 MBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons