Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/1423
Tipo do documento: Tese
Título: Poder e desigualdade: a representação dos pescadores e pescadoras artesanais nas notícias do Jornal do Commercio.
Autor: Proaño de Fox, Veronica del Pilar 
Primeiro orientador: Efren, Karl Heinz
Primeiro coorientador: Van Dijk, Teun A.
Primeiro membro da banca: Bezerra, Benedito Gomes
Segundo membro da banca: Lins, Aline Maria Grego
Terceiro membro da banca: Ramalho, Cristiano Wellington Norberto
Quarto membro da banca: Resende, Viviane de Melo
Resumo: Neste Estudo Crítico do Discurso (ECD), analisamos a representação dos(as) pescadores(as) artesanais, nas notícias do Jornal do Commercio, entre 2011 e 2018. Especificamente, investigamos estruturas e estratégias discursivas que envolvem a cognição pessoal e social, priorizando as que podem (re)produzir uma imagem negativa, estereotipada ou tendenciosa dessa cultura tradicional, na imprensa, e assim legitimar sua desigualdade e exclusão social. A multidisciplinaridade e o posicionamento político dos ECD nos permitem evidenciar aspectos do grupo social, nas dimensões histórica, sociopolítica, cultural e econômica. Para compreender o contexto sociocomunicativo e o impacto do discurso do JC, na construção da representação dos(as) pescadores(as), usamos aportes da Sociologia da Comunicação (CANCLINI, 2002; CASTELLS, 1998, 1999; HALL et al., 1999; HALL, 2005; MARTIN-BARBERO, 2008; MORAES, 2013; RUIZ, 1994), do Jornalismo (CORREIA, 2007, 2009; RICHARDSON, 2007; TUCHMANN, 1983; VAN DIJK, 1990, 1996, 1998, 2015a; ZAMORA, 2016), dentre outros. Subsídios teóricos da ACD (FAIRCLOUGH, 2001; CHOULIARAKI; FAIRCLOUGH, 1999; MAGALHÃES et al., 2017; PEDRO, 1998; RESENDE, 2015, 2017), bem como ferramentas teórico-metodológicas da linha sociocognitiva dos ECD (VAN DIJK, 1990, 1996, 1998, 2007, 2012, 2015a, 2016a; COLORADO, 2014; FALCONE, 2008; VIZCARRONDO, 2006a, 2006b), da Linguística Textual (KOCH; ELIAS, 2006, 2009; MARCUSCHI, 1991, 2008, 2009) e da Linguística Cognitiva (MARCUSCHI, 2007a, 2007b, 2007c; VEREZA, 2016) também contribuem na nossa análise. Os resultados mostram que a imprensa representa os(as) pescadores(as) em temas e papéis semânticos que os inferiorizam e invisibilizam, além de enquadrá-los em marcos temáticos/frames que os estigmatizam como um “problema social”. Tanto por estereotipá-los como culpados, coadjuvantes ou vítimas de tragédias e violência, quanto como um grupo vulnerável que precisa da nossa assistência social. Mesmo quando sua imagem é de agente ambiental e sociocultural, a imprensa mitiga sua agentividade positiva ao representá-lo simultaneamente como um agente transgressor. O discurso jornalístico o categoriza em conceitos associados a diferença, desvio e mesmo ameaça - um obstáculo para o progresso capitalista, fomentado pelo Estado e outras elites de poder. Tais representações legitimam velhos preconceitos coloniais, desigualdade social e outras práticas abusivas contra os pescadores.
Abstract: In this Critical Discourse Study (CDS), we analyze the representation of artisanal fishermen and women in the news coverage of Jornal do Commercio, between 2011 and 2018. Specifically, we investigate discourse structures and strategies, which involve personal and social cognition, prioritizing those that can reproduce a negative, stereotypical or biased representation of this traditional culture in the press and by doing so legitimatize their social inequality and exclusion. The multidisciplinary and political position of CDS allow us to show aspects of the social group in a historical, sociopolitical, cultural and economic dimensions. To understand the socio-communicative context and the impact of JC’s discourse, in the construction of the representation of fishermen and women, we use contributions from the Sociology of Communications (CANCLINI, 2002; CASTELLS, 1998, 1999; HALL et al., 1999; HALL, 2005; MARTIN-BARBERO, 2008; MORAES, 2013; RUIZ, 1994), Journalism (CORREIA, 2007, 2009; RICHARDSON, 2007; TUCHMANN, 1983; VAN DIJK, 1990, 1996, 1998, 2015a; ZAMORA, 2016), among others. Theoretical subsidies of CDA (FAIRCLOUGH, 2001, CHOULIARAKI; FAIRCLOUGH, 1999; MAGALHÃES et al., 2017; PEDRO, 1998; RESENDE, 2015, 2017), as well as theoretical and methodological tools of the socio-cognitive approach of CDS (VAN DIJK, 1990, 1996, 1998, 2007, 2012, 2015a, 2016a; COLORADO, 2014; FALCONE, 2008; VIZCARRONDO, 2006a, 2006b; ZAMORA, 2016), of Textual Linguistics (KOCH; ELIAS, 2006, 2009; MARCUSCHI, 1991, 2008, 2009) and Cognitive Linguistics (MARCUSCHI, 2007a, 2007b, 2007c; VEREZA, 2016) also contribute to our analysis. The results show that the press represents artisanal fishermen and women in themes and semantic roles that make them inferior and invisible, in addition to framing them in thematic frameworks/frames that stigmatize them as a “social problem”. This is realized through stereotyping them as either guilty, accomplices or victims of tragedy and violence, as well as a vulnerable group that needs our social assistance. Moreover, even when the group’s image is that of an environmental and sociocultural agent, the press mitigates their positive agency, representing them also as a transgressor agent. The journalistic discourse categorizes them in concepts associated with difference, deviation and even threat - an obstacle to capitalist progress, fostered by the State and other power elites. Such representations legitimatize old colonial prejudices, social inequality and other abusive practices against fishermen.
Palavras-chave: Teses
Análise crítica do discurso
Psicologia cognitiva
Psicologia social
Jornalismo
Etnologia
Pescadores - Aspectos sociais
Theses
Critical discourse analysis
Cognitive psychology
Social psychology
Journalism
Ethnology
Fishermen - Social Aspects
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Católica de Pernambuco
Sigla da instituição: UNICAP
Departamento: Departamento de Pós-Graduação
Programa: Doutorado em Ciências da Linguagem
Citação: PROAÑO DE FOX, Veronica del Pilar. Poder e desigualdade : a representação dos pescadores e pescadoras artesanais nas notícias do Jornal do Commercio. 2021. 725 f. Tese (Doutorado) - Universidade Católica de Pernambuco. Programa de Pós-graduação em Ciências da Linguagem. Doutorado em Ciências da Linguagem, 2021.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/1423
Data de defesa: 25-Feb-2021
Appears in Collections:Ciencias da Linguagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ok_veronica_del_pilar_proano_fox.pdfTese na íntegra14,31 MBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons