Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/213
Tipo do documento: Dissertação
Título: Ter um filho oficial do exército: uma delegação transgeracional?
Título(s) alternativo(s): To have army officer sons: a transgerationality delegation
Autor: Molina, Silvana de Fátima Lima 
Primeiro orientador: Dias, Cristina Maria de Souza Brito
Primeiro membro da banca: Rosa, Francisco Heitor da
Segundo membro da banca: Lima, Albenise de Oliveira
Resumo: A maioria dos estudos sobre pais discute o desinteresse dos homens, em termos afetivos, pelos afazeres de seu filho. Porém, muito se tem falado sobre a construção de um novo papel de pai, embasado em novas perspectivas de gênero. Surge um pai sensível aos seus filhos e aberto ao diálogo. E o pai com formação militar e sua família não estão isentos dessas modificações sócio-culturais. Enquanto Oficial do Exército lidará com hierarquia e disciplina e, enquanto pai irá transmitir delegações, nos projetos pessoais e profissionais dos filhos. O objetivo geral desta pesquisa consistiu em analisar a influência exercida pelo pai, Oficial do Exército, na decisão do filho homem para seguir carreira militar. Para isso, entrevistamos 20 (vinte) cadetes filhos e netos de militares do Exército e que estão cursando a AMAN. Os dados foram coletados através de entrevista semidirigida realizada com os participantes individualmente. Elas foram transcritas e analisadas com base na técnica de Análise de Conteúdo (MINAYO, 2004), tendo sido identificados 12 (doze) núcleos de sentido . Esses núcleos foram categorias que se destacaram pela freqüência com que os cadetes as verbalizaram, apresentados em consonância com os objetivos específicos da pesquisa, que foram: investigar, na perspectiva do filho militar, as motivações e os sentimentos acerca da carreira militar, assim como, identificar os fatores facilitadores e críticos de sua carreira profissional e analisar as expectativas dele a respeito do futuro do próprio filho. Conclui-se, através dos cadetes entrevistados, o quanto é poderosa a influência do pai nas decisões dos projetos pessoais e profissionais do filho que escolhe ser oficial combatente do Exército. Observou-se o quanto a imagem do pai, homem militar é cultuada e legitimada como objeto a ser perpetuado nas gerações. O menino desde pequeno compreende a identidade masculina como símbolo de força e destemor, representada, inclusive, pela rusticidade da vida militar e o uniforme. Embora saibamos que não podemos generalizar os dados coletados, uma vez que se trata de uma pesquisa de natureza qualitativa, podemos afirmar que esse pai direciona sistematicamente o cotidiano do filho, existindo uma espécie de mito inserido nestas famílias em torno do ser militar , estabelecendo que a meta familiar deverá manter, em pelo menos um dos filhos do sexo masculino um oficial combatente do Exército em cada geração. Observou-se também o modo de interação / expulsão estabelecido na família. Para que a delegação seja cumprida, e assim manter o compromisso de se ter um filho oficial do Exército , é necessário o afastamento, a saída do filho de casa para dedicação exclusiva as atividades militares através do sistema de internato na Academia. Parece - nos existir entre a família e o filho uma espécie de pacto que ora expulsa o filho e ao mesmo tempo rege o modo de vida deste. Esperamos que esse trabalho possa contribuir para a Psicologia Militar e outros estudos, uma vez que quase não há pesquisas voltadas para esse tema
Abstract: Most studies about parents discuss the lack of interest by fathers, in emotional way, in their son s duties. However, these studies have shown trends towards the construction of a father s new role based on new gender perspectives. It raises a sensible father, and opened to dialogue. The military father and his family are not isolated from these social cultural modifications. As an Army Officer he will deal with hierarchy and discipline, as father, he will transmit delegations about personal and professional projects to their sons. The main focus of this research is to analyze the Army officer; fathers influence on his son s decision whether or not to follow the military career. This way 20 (twenty) cadets sons and grandsons of Army militaries form, that are studying at AMAN, were interviewed. The data were then transcribed and analyzed according to the technique to analyze content (MINAYO, 2004) where 12 (twelve) core of meaning was identified. These cores were categories that were spoted by the frequency that the cadets talked about, showed in accordance with the specific aims of the search, that were: to investigate, from military s sons view, the motivations and the feeling about the military career, as well, to identify easier and worst critical factors in this career and to analyze his expectations about his own son s future. So, we conclude through the cadet s interviews, how much powerful is the father s influence on the son s, decisions about personal and professional projects and choose to be an Army combatent officer. The frequency and the intensity of this image, of the father, military man is cultivated and legitimated as an object to be passed by through generation by generation was observed. Since a little boy, he understood the maybe identity as force and courage, represented, as well as, by rusticity of the male life and the uniform. Al though we know that we can t generalize the collected data, once it s a research of qualitative nature, we can any that this father systematically drives his son s routine, creating ouch a kind of mith these families around the to be a military establishing that the familiar goal ought to be to keep, at least, one of the sons as an Army s combatent officer in each generation. In order to have the delegation fulfilled and so to keep the commitment of to have Army officer sons it s necessary to be moved away, the son s move out from home to exclusive dedication to the militaries activities through the boarding school system in the Academy. It seems that should be, between family and son of agreement that once expulses the son and in the same time regency his way of life. Sons expect that this essay could contribute to the Military Psychology and other studies once there are few researches about this subjected, in Brazil
Palavras-chave: paternidade
família
pais e filhos
dissertações
psicologia clínica
militares
paternity
family
military
children an parents
clinical psychology
dissertation
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::PSICOLINGUISTICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Católica de Pernambuco
Sigla da instituição: UNICAP
Departamento: Psicologia Clínica
Programa: Mestrado em Psicologia Clínica
Citação: MOLINA, Silvana de Fátima Lima. To have army officer sons: a transgerationality delegation. 2006. 82 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Clínica) - Universidade Católica de Pernambuco, Recife, 2006.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/213
Data de defesa: 29-Dec-2006
Appears in Collections:Psicologia Clinica

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silvana Molina.pdf1,22 MBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.