Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/243
Tipo do documento: Dissertação
Título: O processo de filiação de crianças maiores aos pais adotivos
Autor: Albuquerque, Carolina Mendonça Muniz de 
Primeiro orientador: Queiroz, Edilene Freire de
Primeiro membro da banca: Alvarenga, Lidia Levy de
Segundo membro da banca: Siqueira, Elizabete Regina Almeida de
Resumo: Este estudo baseou-se no acompanhamento, por parte da pesquisadora como analista judiciária, de quatro casos de adoção de crianças entre quatro e 10 anos de idade, tramitados na Segunda Vara da Infância e Juventude de Recife, ao longo do ano de 2013. Nesses casos, constatamos a dificuldade de os adotandos filiarem-se às mães adotivas, às quais se gerou grande sofrimento, enquanto se aproximaram afetivamente dos pais adotivos sem aparentes percalços. Por tal razão, a fim de contribuir para o trabalho desenvolvido nas adoções de crianças acima de quatro anos (aqui referidos como adoções de criança maior ), preparando os adotandos e auxiliando os adotantes no processo de filiação, buscamos identificar as particularidades dessa filiação. Além do mais, analisamos o modo de se vivenciarem a maternidade e a paternidade nos estágios de convivência e, ainda, de a relação do casal quanto ao desejo de adoção, relacionar-se com a interação da criança com as figuras parentais adotivas. Para isso, realizamos uma pesquisa de abordagem psicanalítica, analisando os relatos de acompanhamento dos estágios de convivência. Como resultado, em relação às crianças adotadas, constatamos que a precariedade na vivência do luto das imagos parentais prejudica o reinvestimento afetivo nas novas figuras maternas. Já em relação às famílias adotivas, percebemos que as dificuldades na vivência do luto do filho biológico interferem na filiação adotiva. Especificamente, para as mães adotivas, é necessário o luto do lugar de mãe como o lugar do objeto de amor primordial do filho, uma vez que, pelo desenvolvimento do adotando, a criança demandará um modelo de relação diferente daquela construída com infantes. Diante de tais constatações, esperamos contribuir para a construção de novos conhecimentos que embasem o trabalho de preparação das famílias adotivas, fundamental para o sucesso na adoção.
Abstract: This study was based on the attendance, by this reasearcher as a judiciary analist, in four adoptions cases of children between four and ten years old, prosecuted at the Recife s Secound Childhood and Adolescece Court, along the year of 2013. On these cases, we verified the adoptee s difficulty to filiate with the adoptive mothers, wich caused great suffering, while they affectively approached the adoptive fatherss without any apparent setbacks. For that reason, to contribute to the development of the work whith older than four year old children s adoption (here refered as older child adoption ), preparing the adoptees and assisting the adoptive parents on the filiation process, we sought to identify these filiations particularities. Furthermore, we analyzed how the maternity and paternity was experienced on the adaptation period and, more, and the relation of the couple regarding the will to adopt related to the child s interaction with the adoptive figures. Thereunto, we conducted a psychoanalytic approach s reaseach, analysing adaptation periods attendance reports. As results, regarding the adoptive children, we verified that the precariousness on experiencing the parental imago s mourning affects the emotional reinvestment upon the new maternal figures. As for the adoptive families, we noticed that the difficulties experiencing the biological child s mourning interferes on the adoptive filiation. Especially, for the adoptive mothers, it required mourn being a mother as being the son s primary love object, since, because of the child s development, he will demand a different relationship pattern than the one experienced with a baby. Upon the findings, we hope to contribute to the development of new knowledge to base te adoptive families preparation, essential to the adoptions success.
Palavras-chave: psicologia clínica
crianças adotadas - relações com a família
pais e filhos
pais adotivos - aspectos psicológicos
adoção tardia
paternidade
dissertações
clinical psychology
adopted children - relationships with family
parents and sons
adoptive parents - psychological aspects
late adoption
paternity
dissertations
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Católica de Pernambuco
Sigla da instituição: UNICAP
Departamento: Psicologia Clínica
Programa: Mestrado em Psicologia Clínica
Citação: ALBUQUERQUE, Carolina Mendonça Muniz de. O processo de filiação de crianças maiores aos pais adotivos. 2016. 92 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Clínica) - Universidade Católica de Pernambuco, Recife, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/243
Data de defesa: 1-Apr-2016
Appears in Collections:Psicologia Clinica



Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.