Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/269
Tipo do documento: Dissertação
Título: Os jesuítas e a política pombalina em Pernambuco no século VXIII
Autor: Silva, Eva Maria da 
Primeiro orientador: Azevedo, Ferdinand
Primeiro membro da banca: Almeida, Suely Creusa Cordeiro de
Segundo membro da banca: Campos, Zuleica Dantas Pereira
Resumo: O fio norteador desta dissertação é o confronto entre a Companhia de Jesus e a política centralizadora da metrópole portuguesa no século XVIII, conduzida por Sebastião José de Carvalho e Melo, o Marquês de Pombal.Trabalhamos o caso de Pernambuco, mais especificamente Recife e Olinda, sem esquecer o contexto metropolitano e colonial brasileiro. Buscamos, ainda, compreender o tipo de ameaça que poderia representar o projeto da Companhia de Jesus aos interesses do Ministro de D.José I, bem como interpretar a interação entre os Jesuítas e a sociedade pernambucana, principalmente no momento da expulsão. A transferência da capital, a legislação politizadora de índios, as restrições econômicas, o fiscalismo exarcebado e o controle de certas indústrias num organismo jurídico português faziam parte do projeto administrativo de Pombal para o Brasil dos Setecentos e, por isso, integraram-se ao objeto de estudo. A tudo, incluímos também o papel evangelizador e sóciopolítico das Ordens Religiosas e as sanções a elas impostas. No decorrer do processo colonizador, os jesuítas foram assumindo posições diferenciadas. A Companhia de Jesus assimilou na colônia valores diferentes da metrópole. Os padres, além do sacerdócio, atuavam também como pais, irmãos e amigos dos colonos; estavam presentes no cotidiano, choravam e sorriam com os seus fiéis, colocando em prática a piedade jesuítica para acalentar as dificuldades e os lamentos da sociedade colonial. Em Pernambuco, os jesuítas atuaram junto à sociedade e receberam o respaldo popular. A expulsão e depois a supressão da Companhia de Jesus não foi suficiente para apagar do imaginário social o papel desempenhado pelos Soldados de Jesus na sociedade luso-pernambucana. A sociedade recifense e olindense reagiu em todos os sentidos à saída dos seus representantes religiosos. Fizeram greve de fome, denunciaram a má qualidade do ensino pós-jesuítico, pedindo a restituição dos antigos mestres. No Recife, populares foram às ruas reivindicar mudança ministerial, pois acreditavam que só assim seria possível inverter a situação a favor dos jesuítas
Abstract: The objective of this dissertation is the confrontation between the Society of Jesus and the centralizing politics of the Portuguese metropolis as conducted by Sebastião José de Carvalho e Melo, the Marquis of Pombal in the eighteenth century. We focus on the situation in Pernambuco, especially Recife and Olinda, without forgetting the policies of Pombal and colonial Brazil. We also want to understand the nature of the threat that the project of the Society of Jesus could represent for the interests of the king s minister as well as how to interpret the relationship of the Jesuits and the pernambucan society, specially at the moment of the expulsion of the Society. Capital transference, conflictive indian legislation, restrictive economics, excessive fiscal control and the monitoring of certain industries in the Portuguese juridical system, all have a role in Pombal s administrative project for Brazil in the eighteenth century. For this reason they all are subjects of our study. In addition, we include the evangelizing and socio-political role of Religious Orders and restrictions imposed on them. In the process of colonization, the Jesuits assumed nuanced positions. The Society of Jesus adopted values different than the those of the metropolis. The Priests acted also as fathers, brothers and friend or the colonialists. They were present in their daily lives, they cried and smiles with their coreligionists, practicing a jesuit piety to minimize the difficulties and the suffering of the colonial society. The expulsion, and later suppression of the Society of Jesus was not enough to dampen the civic memories nor the developmental role of these companions of Jesus in the luso-pernambucan community. The people of Recife and Olinda were deeply affected by the expulsion of their religious representatives. They went on hunger strikes, they denounced the poor quality of the subsequent education, and they wanted the return of their former teachers. In Recife, the people went out in the streets and shouted for the minister s removal. For them, this was the only was possible to correct the situation of the Jesuits
Palavras-chave: jesuítas - Pernambuco - século VXIII
religião e política - Pernambuco - século VXIII
Pombal, Sebastião José de Carvalho, Marquês de 1699 - 1782 - política
dissertações
jesuits - Pernambuco - eightenth centrury
religion and politics - Pernambuco - eightenth centrury
Pombal, Sebastião José de Carvalho, Marquês de 1699 - 1782 - politics
dissertation
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::TEOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Católica de Pernambuco
Sigla da instituição: UNICAP
Departamento: Ciências da Religião
Programa: Mestrado em Ciências da Religião
Citação: SILVA, Eva Maria da. Os jesuítas e a política pombalina em Pernambuco no século VXIII. 2007. 94 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Religião) - Universidade Católica de Pernambuco, Reicfe, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/269
Data de defesa: 27-Apr-2007
Appears in Collections:Ciencias da Religiao

Files in This Item:
File SizeFormat 
Eva Maria da Silva.pdf1,14 MBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.