Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/711
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorMelo, Robson Tavares de-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/9770370159011871por
dc.contributor.advisor1Melo, Maria de Fátima Vilar de-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3199275542771594por
dc.contributor.referee1Azevedo, Nadia Pereira da Silva Gonçalves de-
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0131079721638327por
dc.contributor.referee2Cunha, Dóris de Arruda Carneiro da-
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/0061348175883853por
dc.date.accessioned2017-06-01T18:24:31Z-
dc.date.available2010-05-11-
dc.date.issued2009-05-28-
dc.identifier.citationMELO, Robson Tavares de. Uma abordagem dialógica de A Hora da Estrela de Clarice Lispector. 2009. 147 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Linguagem) - Universidade Católica de Pernambuco, Recife, 2009.por
dc.identifier.urihttp://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/711-
dc.description.resumoEsta investigação tem como proposta observar como se realiza a organização da língua dentro de um romance, ou seja, como o autor concebe a língua para composição de sua obra. O romance não é apenas uma manifestação literária, é antes de tudo um evento lingüístico, pois a língua está no âmago de sua estrutura. Pensar o romance é pensar na língua se construindo em um dado estilo. O cerne teórico deste trabalho é a teoria dialógica do lingüista russo Mikhail Bakhtin. Segundo Bakhtin, todo discurso é plurivocal, isto é, perpassado por outras vozes que estão na essência da formação do homem. De acordo com esse pensamento, é descartado o caráter monológico do discurso. Assim, ele (op. cit.) defende que a língua, em sua totalidade concreta, viva, em seu uso real, tem a propriedade de ser dialógica. Essas relações dialógicas não se restringem ao campo estreito do diálogo face a face, o qual é apenas uma forma composicional, das múltiplas em que elas ocorrem. Sobre a questão do romance, vale salientar que ele ocupa um lugar de destaque na obra bakhtiniana, pois para explicar o fenômeno dialógico, Bakhtin fez análise em obras literárias. O romance é definido por ele como: plurilingüístico, pluriestilístico e plurivocal. A obra escolhida como objeto de estudo desta investigação é A Hora da Estrela, da escritora ucraniana radicalizada brasileira, Clarice Lispector. Essa autora pertencente ao pósmodernisno (geração de 1945) compôs esse romance o qual além de desenrolar a trama romanesca, faz reflexões sobre a linguagem e sua manifestação. Quanto ao enredo, Lispector aborda através de um narrador-personagem a trama de uma nordestina alagoana que sai de sua terra, mesmo sem um destino definido, e tenta a vida na cidade grande. O romance é marcado por desenganos e desilusões. Obra marco da autora, em que despontam reflexões sobre a condição humana e a força da linguagem nas relações sociais, os que não têm essa força são relegados ao ostracismo social. A investigação em questão fará através do romance selecionado reflexões lingüísticas no campo dialógico. Temas como carnavalização lingüística, discurso de outrem, signo e ideologia despontar-se-ão nas análises dessa pesquisa. Essa pesquisa suscitará contribuições para a reflexão e percepção quanto à construção dialógica presente em uma obra literária reafirmando assim que além de um evento literário, o romance é uma construção lingüística.Com a referida pesquisa percebeu-se que Lispector compôs um romance em que a alteridade é a mola mestra da estrutura literária compositiva Essas contribuições têm como alvo principal dar suporte lingüísticovalorativo a docentes e discentes que têm a língua e literatura como molasmestras de suas pesquisaspor
dc.description.abstractThis investigation has as proposal to observe the organization of the language inside of a romance, in other words, as the author conceives the language for the composition of his work. The romance is not just a literary manifestation; it is before everything a linguistic event, because the language is in the heart of its structure. To think the romance is to think in the language construction itself at a given style. The theoretical core of this work is the Russian linguist Mikhail Bakhtin s dialogic theory. According to Bakhtin (1997), every speech is social voice, that is permeated by other voices that are in the essence of the man's formation. In agreement with this thought, the monologist character of the speech is discarded. Like this, him (op. cit.) defends that the language, in its concrete totality, alive, in its real use, has property of being dialogic. These dialogic relations aren t restricted to the close field of the dialogue face to face, which is just a compositional form, of the multiple ones in that they happened. About the question of the romance, it is worth to point out that he occupies a prominence place in the works of Bakhtin, because to explain the dialogic phenomenon, Bakhtin made analysis in literary works. The romance is defined by him as: plurilinguistic, pluristylistic and social voice. The chosen work as object of study of this investigation is the Hour of the Star (1977), of the Ukrainian writer radicalized Brazilian, Clarice Lispector. This author belonging to the postmodernism (generation of 1945) composed this romance which besides uncoiling the romantic plot, makes reflections about the language and its manifestation. As for the story, Lispector approaches through a narrator-character the plot of a northeasterner from Alagoas that left her land, even without a defined destiny, and try the life in the big city. The romance is marked by disappointments and disillusions. Author's work mark, that blunt reflections about the human condition and the force of the language in the social relations, the ones that don't have this force are relegated to the social ostracism. The investigation in query will do through the romance selected linguistic reflections in the dialogic field. Themes as linguistic carnavalization, speech of other people, sign and ideology will occur in the analyses of this research. This research will raise contributions for the reflection and perception as for the dialogic construction presents in a literary work reaffirming as soon as beyond a literary event, the romance is a linguistic construction. With this research found that composed a novel in which oternes is the centerpierce of literary compositional structure.These contributions have as main objective to give support of linguistic valor to professors and students that have the language and literature as principal points of their researcheseng
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2017-06-01T18:24:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1 dissertacao_robson_tavares.pdf: 1249619 bytes, checksum: 1f00e6780bdd0e389228685434ab6bd0 (MD5) Previous issue date: 2009-05-28eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Católica de Pernambucopor
dc.publisher.departmentCiências da Linguagempor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUNICAPpor
dc.publisher.programMestrado em Ciências da Linguagempor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectLispector, Clarice, 1925-1977por
dc.subjectlingüísticapor
dc.subjectficçãopor
dc.subjectdiálogo na literaturapor
dc.subjectdissertaçõespor
dc.subjectLispector, Clarice, 1925-1977eng
dc.subjectlinguisticseng
dc.subjectFictioneng
dc.subjectDialogue in literatureeng
dc.subjectdissertationeng
dc.subject.cnpqCNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTESpor
dc.titleUma abordagem dialógica de A Hora da Estrela de Clarice Lispectorpor
dc.typeDissertaçãopor
Appears in Collections:Ciencias da Linguagem



Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.