Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/918
Tipo do documento: Dissertação
Título: Recasamento: percepções e vivências dos filhos do primeiro casamento
Autor: Amaral, Daniela Heitzmann 
Primeiro orientador: Dias, Cristina Maria de Souza Brito
Primeiro membro da banca: Lima, Albenise de Oliveira
Segundo membro da banca: Diniz, Glaucia Ribeiro Starling
Resumo: O recasamento tem ocorrido com bastante frequência, principalmente, como decorrência do número de separações e divórcios. A adaptação entre os diversos membros, nesta nova família, pode trazer-lhes muito sofrimento, dada a necessidade de conhecimento, tempo e flexibilidade que tal configuração demanda. Os filhos, especialmente, podem sentir solidão, abandono, conflitos de identidade e de lealdade, entre outros, e desenvolver sintomas ou dificuldades que precisam ser compreendidas e enfrentadas. Pela presente pesquisa buscamos compreender a percepção dos filhos ante as mudanças ocorridas em suas vidas devido ao processo de recasamento de um ou de ambos os genitores no âmbito da convivência familia. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa, da qual participaram quatro adolescentes e jovens adultos, com idades entre 15 e 24 anos, solteiros, de camada média, que responderam a uma entrevista conduzida de forma semidirigida, composta por questões referentes aos objetivos do estudo e a dados sóciodemográficos dos participantes. As respostas à entrevista foram analisadas com base nos seguintes temas: relacionamento dos genitores antes e após o recasamento; convívio com o(a) padrasto/madrasta; organização do subsistema fraterno; peculiaridades do relacionamento fraterno; nova família, novas regras; expectativas dos filhos na família recasada. Pode-se concluir que, apesar das dificuldades iniciais devidas às alterações na estrutura física (perda de privacidade), na rotina (novos hábitos e regras) e na dinâmica da casa, com a introdução de novos personagens (padrasto/madrasta, meio-irmãos e irmãos políticos ou de convívio), os participantes relataram mais aspectos positivos do que negativos nesta configuração, exceto em um caso que apresenta dificuldades na interação e no convívio com a madrasta. Espera-se poder contribuir no sentido de ampliar a compreensão e a visibilidade dessa configuração familiar, como também proporcionar subsídios para o trabalho de profissionais que lidam com famílias, adolescentes e jovens, uma vez que pesquisas relacionadas ao tema são escassas na realidade nordestina.
Abstract: Remarriage is occurring with great frequency, mainly due to the number of separations and divorces. Adaptation between the several members, in this new family, can bring them a lot of suffering, due the need of knowledge, time and flexibility that such configuration demands. The children, especially, can suffer loneliness, abandonment, identity and loyalty conflicts, among others, and develop symptoms and difficulties that need to be understood and faced. The present research has investigated how children understood and experienced the changes that occurred in their lives in due to remarriage of one or both parents. It is a qualitative research attended by four adolescents and young adults, aged between 15 and 24 years, single, middle-class, who have answered a semi-directed interview, composed of questions referring to the study goals and socio-demographic data of the participants. The answers to the interview were analyzed based on the following themes: parent relationship before and after remarriage; living experience with the stepparent; organization of the fraternal subsystem; fraternal relationship peculiarities; new family, new rules; children expectations in the remarried family. It can be concluded that, besides initial troubles due to changes in the physical structure (loss of privacy), routine (new habits and rules), and house dynamics, with introduction of new characters (stepparent, stepbrothers and political or convivial brothers), the participants referred more positive than negative aspects in this configuration, except in one case that presents troubles in interaction and living with the stepmother. It is expected to contribute in a way to broaden the understanding and visibility of this family configuration, as well as provide subsidies for the work of professionals that deal with families, adolescents and young adults, since research related to this subject is scarce in the northeastern reality.
Palavras-chave: clinical psychology
remarried - psychological aspects
children of divorce parents - psychological aspects
single-parent family
social interation
parent and child - psychological aspects
parent and child - social aspects
dissertation
psicologia clínica
recasados - aspectos psicológicos
filhos de pais separados - aspectos psicológicos
famílias de pais separados
interação social
pais e filhos - aspectos psicológicos
pais e filhos - aspectos sociais
dissertação
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA#
#3411867255817377423#
#600
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Católica de Pernambuco
Sigla da instituição: UNICAP
Departamento: Departamento de Pós-Graduação#
#-8854052368273140835#
#500
Programa: Mestrado em Psicologia Clínica#
#2996970088605564627#
#500
Citação: AMARAL, Daniela Heitzmann. Recasamento : percepções e vivências dos filhos do primeiro casamento. 2010. 104, [5] f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Católica de Pernambuco - UNICAP. Pró-reitoria Acadêmica. Curso de Mestrado em Psicologia Clínica, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/918
Data de defesa: 22-Jun-2010
Appears in Collections:Psicologia Clinica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dissertacao_daniela_heitzmann_amaral.pdfDissertação na íntegra1,27 MBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.