Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/946
Tipo do documento: Dissertação
Título: Corpo como testemunha: o registro simbólico e o trauma na obesidade
Autor: Aleluia , Roseane Farias da Silva 
Primeiro orientador: Queiroz, Edilene Freire de
Primeiro membro da banca: Passos, Maria Consuêlo
Segundo membro da banca: Ferreira, Severina Sílvia Maria Oliveira
Resumo: A Organização Mundial de Saúde considera a obesidade como um dos dez principais problemas de saúde pública do mundo e a classifica como epidemia de causas múltiplas. Em se tratando de um fenômeno que modifica o corpo, nota-se que a obesidade põe em evidência a premissa de o sujeito responder com o corpo às dores e frustrações do vivido, contudo, sem negligenciar o contexto da atual sociedade de consumo, de excessos, em um cotidiano frenético que bem caracteriza as redes de fast-food. Para a psicanálise, o corpo é pulsional e está submetido à linguagem. Para Ferenczi, o corpo é depositário de uma inscrição sensorial quando da ausência de uma inscrição psíquica. O objetivo deste trabalho foi Investigar a relação da obesidade com situações traumáticas não simbolizadas. Logo, tomamos o fenômeno da obesidade como sintoma, no qual o excesso de carne pode ser a mostração daquilo que se dirigiu para o corpo por falta de uma elaboração psíquica. Utilizamos a narrativa como meio de acessar a história de vida e da obesidade. Participaram da pesquisa cinco sujeitos, de ambos os sexos, entre 25 e 50 anos. As narrativas colhidas em uma entrevista foram analisadas à luz do referencial psicanalítico e da concepção de trauma para Freud e Ferenczi. A partir disso, tornou-se evidente uma relação entre obesidade e trauma, visto que nos relatos apresentados havia sempre experiências geradoras de sofrimento, em que não foi possível dar sentido. Ademais, demonstrou-se que apostar na palavra, dando voz ao sujeito, é um caminho possível para o tratamento da obesidade como sintoma que remete a processos inconscientes.
Abstract: The World Health Organization considers obesity as one of the top ten public health problems in the world and classifies it as an epidemic of multiple causes. When it comes to a phenomenon that modifies the body, it is noted that obesity highlights the premise that the subject responds with the body to the pains and frustrations of the lived, however, without neglecting the context of the current consumer society, excesses, in a frenetic daily life that well characterizes fast food chains. For psychoanalysis, the body is pulsional and subject to language. For Ferenczi, the body is the depositary of a sensory inscription when the absence of a psychic inscription. The objective of this study was to investigate the relationship between obesity and non-symbolized traumatic situations. Therefore, we take the phenomenon of obesity as a symptom, in which the excess of meat can be the demonstration of what was directed to the body for lack of a psychic elaboration. We use narrative as a means of accessing life history and obesity. Five subjects of both sexes, between 25 and 50 years old, participated in the study. The narratives collected in an interview were analyzed in light of the psychoanalytic framework and the conception of trauma for Freud and Ferenczi. From this, a relationship between obesity and trauma became evident, since in the reports presented there were always suffering-generating experiences in which it was not possible to make sense. In addition, it has been demonstrated that betting on the word, giving voice to the subject, is a possible way for the treatment of obesity as a symptom that refers to unconscious processes.
Palavras-chave: Obesity
Body
Symbolic resources
Trauma
Psychoanalysis
Obesidade
Corpo pulsional
Recursos simbólicos
Trauma
Psicanálise
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA#
#3411867255817377423#
#600
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Católica de Pernambuco
Sigla da instituição: UNICAP
Departamento: Departamento de Pós-Graduação#
#-8854052368273140835#
#500
Programa: Mestrado em Psicologia Clínica#
#2996970088605564627#
#500
Citação: Aleluia , Roseane Farias da Silva. Corpo como testemunha: o registro simbólico e o trauma na obesidade. 2017. 140 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Clínica) - Universidade Católica de Pernambuco, Recife .
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/946
Data de defesa: 21-Sep-2017
Appears in Collections:Psicologia Clinica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Roseane_Farias_Silva.pdf1,43 MBAdobe PDFView/Open ???org.dspace.app.webui.jsptag.ItemTag.preview???


Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.