Export iten: EndNote BibTex

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/99
Tipo do documento: Dissertação
Título: Crianças em situação de abrigamento que possuem vínculos familiares: busca de significados
Título(s) alternativo(s): Children in a shelter who have family ties: search for meaning
Autor: Ramalho, Jaqueline Vilar
Primeiro orientador: Caldas, Marcus Túlio
Primeiro membro da banca: Lima, Albenise de Oliveira
Segundo membro da banca: Minervino, Carla Alexandra da Silva Moita
Resumo: Esta pesquisa teve como objetivo geral: analisar os significados que crianças em situação de abrigamento que possuem vínculos familiares atribuem a esta situação e como objetivos específicos: conhecer o percurso trilhado por essas crianças até a situação de abrigamento; pesquisar como crianças em situação de abrigamento percebem o ambiente familiar estando excluídos temporariamente do mesmo e investigar o que significou o período de abrigamento na vida dessas crianças. A metodologia foi de natureza qualitativa. A coleta de dados se iniciou com as observações que nos subsidiaram no rapport com as crianças. Os instrumentos utilizados foram o Teste do Desenho da Família, as Fábulas de Düss e os prontuários ou pastas de encaminhamento existentes na instituição. No sentido de complementar os dados colhidos nos prontuários, entrevistamos profissionais da equipe da instituição de abrigamento. Seis crianças de ambos os sexos e com idade entre sete a nove anos participaram da pesquisa. Dentre os motivos de abrigamento obtivemos: abandono do lar pela mãe, negligência e gestação materna. No Teste do Desenho da Família todas apresentaram os seguintes aspectos: dificuldade para desenhar a própria família, agressividade observada através da eliminação de personagens, instabilidade e fragilidade nos desenhos (decerto, devemos considerar as circunstâncias de desenvolvimento das mesmas); cinco apresentaram dificuldades em se inserir no desenho; três não representaram os pais; duas acrescentaram outros familiares, sinalizando necessidade de afeto ou muita convivência com os mesmos, acréscimo de simbolismos; uma não representou a mãe e outra acrescentou pessoa da instituição. Nas Fábulas de Düss as respostas que apresentaram maior freqüência foram: duas crianças representaram agressividade e hostilidade diante da cena primária, assim como Complexo de Édipo vivido de forma angustiante, congruentes às histórias de vida de cada uma delas. Dessa forma, nossos dados apontaram um significado de família ambivalente e sem coesão, salientando fragilidade em sua dinâmica. Quanto ao abrigamento, em sua maioria (cinco), as crianças o relataram como tendo um significado positivo em suas vidas, afirmaram gostar de lá, embora isso não às levasse a rejeitar suas famílias
Abstract: The general objective of this research was: analyze the meanings given by children under shelter with family ties and as specific objectives: knowing the path taken by these children until they got under shelter through charts and interviews with the staff; research how the children under shelter realize the family environment being secluded temporarily from it and investigate the impact of sheltering in the lives of these children. The methodology was of a qualitative nature. The data collection began with information subsidized in rapport with the children. The instruments used were the Drawing the Family Test, Duss fables and charts or follow up folders existent in the institution. In order do complement the data obtained from the charts, we interviewed professionals from the staff of the sheltering institution. Six children, boys and girls between seven and nine years of age, participated in the research. Among the reasons for sheltering one can find: abandoning of the home by the mother, neglect and motherhood administration. In the Draw the Family Test, all presented the following aspects: difficulty in drawing their own family, aggression noticed by the elimination of characters, they reflected instability and fragility in the drawings (clearly, we must consider the circumstances of development of the children); five presented difficult of inserting themselves in the drawing; three did not represent the parents; two added other relatives, indicating the need of affection or too much dwelling with them, the adding of symbols; one did not represent the mother and another one added a member of the institution. In Duss s fables the most frequent answers, two children, the same that demonstrated aggression and hostility in face of the first scenery as well as the Complex of Edipo having the same storyline as their real lives. Therefore, the data pointed to a meaning of family ambivalence and no cohesion, highlighting the fragility in their dynamic. As to the sheltering, the majority (five) the children related that they had a positive meaning towards their lives, stated that they liked being in the institution, although this feeling didn t drive them to rejecting their families
Palavras-chave: psicologia clínica
crianças - assistência em instituições
psicologia infantil
psicanálise infantil
família - aspectos psicológicos
psicologia social
dissertações
clinical psychology
children - care institutions
child psychology
child psychoanalysis
family - psychological
social psychology
dissertation
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Universidade Católica de Pernambuco
Sigla da instituição: UNICAP
Departamento: Psicologia Clínica
Programa: Mestrado em Psicologia Clínica
Citação: RAMALHO, Jaqueline Vilar. Children in a shelter who have family ties: search for meaning. 2008. 108 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Clínica) - Universidade Católica de Pernambuco, Recife, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://tede2.unicap.br:8080/handle/tede/99
Data de defesa: 28-Oct-2008
Appears in Collections:Psicologia Clinica



Items in TEDE are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.